Sespa lança ferramenta de notificação para diminuir jornada no tratamento do câncer

Foto: Gabinete Sespa

Encurtar o tempo de espera de pacientes no processo de exames para tratamento do colo de útero. Esse foi o objetivo do treinamento para o novo sistema de mensagens denominado “Siga-me”, que técnicos das Unidades de Saúde de 14 municípios, participaram nesta quarta-feira (27), na Escola Técnica do SUS (Etsus-PA). A ferramenta de notificação irá acompanhar e orientar as pacientes, por meio de mensagens de texto, na programação de seus exames. Dando celeridade aos casos que possuem algum grau de risco.

Cerca de 80 pessoas participaram da capacitação idealizada pela Adjunta da Secretaria de Estado de Saúde Pública (Sespa), Heloísa Guimarães. A ação trouxe técnicos oriundos dos municípios de Belém, Ananindeua, Benevides, Marituba, Santa Bárbara, Acará, Bujarú, Colares, Concórdia do Pará, Santa Izabel do Pará, São Caetano de Odivelas, Santo Antônio de Tauá, Tomé-Açu e Vigia.

“O principal objetivo do treinamento é diminuir o tempo de espera do paciente para ser atendido e ser detectado o câncer. Queremos diminuir a jornada desse paciente, ganhar tempo no tratamento e salvar mais vidas. O câncer detectado precocemente e tratado, tem cem por cento de chance de cura”, explicou Heloísa Guimarães.

Os treinamentos contam com o apoio da empresa Roche, pioneira na área da saúde com produtos e serviços inovadores para detecção precoce, prevenção, diagnóstico e tratamento de doenças.

“O Siga-me é um projeto piloto e vai servir para despertar o agente comunitário de saúde da importância do contato direto com o usuário do Sistema Único de Saúde (SUS). Também vai trazer ao usuário a atenção à saúde, fazendo sentir-se acolhido, mostrando que a saúde chega ao seu alcance e trará um ordenamento de quando e onde ir para dar prosseguimento ao seu tratamento”, disse Heloísa Guimarães.

Paralelo ao Siga-me e como parte do aperfeiçoamento da rede de assistência para o controle do câncer de colo do útero no Pará, acontece também o treinamento para enfermeiros, dos mesmos municípios, denominado “Inovação C – Máfaro”, que consiste, em princípio, na aplicação de um questionário que será utilizado pelos agentes de saúde da família e fará, entre outras coisas, com que a paciente seja acompanhada, desde o diagnóstico, passando pelo tratamento e até as possibilidades de cura.

 

Você pode gostar...