Seminário discute práticas dos adolescentes em relação à saúde

Debater as formas de acesso do adolescente aos serviços de saúde pública, discutir as peculiaridades desse público e intensificar o diálogo com profissionais de educação estão entre os objetivos principais da segunda edição do Seminário de Boas Práticas em Saúde do Adolescente e Jovem no Pará, que acontece em Belém desde esta segunda-feira, 13, com prosseguimento na terça-feira, no auditório da Secretaria de Estado da Fazenda (Sefa). Participam profissionais de saúde, educação, representantes dos Centros Regionais de Saúde (CRS) e de entidades que atuam na prevenção e proteção à saúde do adolescente.

Realizado pela Coordenação de Saúde do Adolescente e Jovem da Secretaria de Estado de Saúde Pública (Sespa), o evento aborda assuntos relacionados ao panorama nacional da atenção básica à saúde do adolescente, estratégias para melhorar o acesso de adolescentes aos serviços de saúde, gravidez precoce, vacinação contra o HPV e as formas de contágio das doenças sexualmente transmissíveis, incluindo as hepatites virais.

A coordenadora estadual de Saúde do Adolescente e Jovem, Vera Bertagnoli, explica que o objetivo é promover a troca de ideias entre os participantes acerca do cuidado com a saúde do adolescente, cuja faixa etária comporta várias mudanças delicadas na vida, como a transição da infância para a vida adulta, e isso pressupõe um trabalho e um cuidado maior, sobretudo com a aproximação dos setores da saúde com as práticas da educação.  “São desafios que desafios que se apresentam ao profissional ao atender o adolescente na atualidade”, concluiu, durante a abertura das atividades.

Ainda segundo a coordenadora, os profissionais que participam dos dois dias de vento serão interlocutores no repasse de informações importantes, principalmente sobre a Caderneta de Saúde do Adolescente, que o Governo do Estado, por meio da Sespa, está distribuindo nos estabelecimentos de ensino de todos os municípios paraenses. O documento orienta sobre três importantes eixos: violência; crescimento e desenvolvimento e educação sexual e reprodutiva.

Confira a programação do evento para a terça-feira, 14 de novembro:

08 às 12 horas:

1ª Mesa Redonda: Linhas de Prevenção e Cuidado na Saúde do Adolescente e Jovem

“Agenda: Proteger e Cuidar da Saúde do Adolescente e Jovem”, com Taissa Freiberger Tokarski, coordenadora nacional de Saúde do Adolescente e Jovem do Ministério da Saúde (MS).

“Ações da Coordenação Estadual das Hepatites Virais da Sespa voltadas para o público adolescente e Jovem”, com Cisalpina Cantão, coordenadora estadual de Hepatites Virais.

“Alimentação Saudável”, com Geanne Miranda, coordenadora estadual de Nutrição da Sespa.

“Depressão e Prevenção do Suicídio”, com Vera Fonseca, referência de Saúde Mental da Secretaria de Saúde de Belém (Sesma).

12 às 14 horas: Intervalo para almoço

14 às 16h30:

2ª Mesa Redonda: “Velhas questões e novas abordagens relativas à adolescência e juventude, com subtemas “Anticoncepção Hormonal na Adolescência” e “Os impactos do Projeto Vigilância e Prevenção da Violência”, com Syane Costa, socióloga da Coordenação Estadual Saúde do Adolescente e Jovem da Sespa.

“A Questão do Gênero, abordagem para educadores”, com Beto Paes, da Secretaria de Estado de Justiça e Direitos Humanos (Sejudh).

16h30 às 17 horas: Debate

17 horas: Encerramento

 

Você pode gostar...