Sespa informa sobre inscrições para simpósio de hepatites em Santarém

Na foto, testagem rápida para detecção de hepatites virais.
FOTO: JOSÉ PANTOJA / ASCOM SESPA

Estão abertas as inscrições para o quinto Simpósio de Hepatologia da Amazônia, que este ano acontecerá no hotel Barrudada, em Santarém, no dia 24 de novembro, sendo precedido pelo curso para Atenção Básica e Multiprofissional, que ocorrerá no dia 23 no anfiteatro do Centro de Testagem e Aconselhamento (CTA) daquele município. O objetivo é reunir profissionais e acadêmicos de saúde de todos os níveis para discutir diagnóstico precoce, o manejo adequado dos eventos adversos e as mais recentes conquistas para o tratamento das hepatites virais no Pará.

Conduzido pela Coordenação Estadual de Hepatites Virais da Secretaria de Estado de Saúde do Pará (Sespa) em parceria com a Associação Médicos na Floresta e mais de uma dezena de apoiadores, o Simpósio terá a participação de especialistas que abordarão a situação atual das hepatites no Pará e no Brasil; os avanços, estratégias e as perspectivas alusivas às políticas públicas, aos modelos de atenção, ao diagnóstico e tratamento – com ênfase às novas drogas, aos cuidados com pacientes renais crônicos e acometidos de HIV/Aids, além do cenário envolvendo aspectos do câncer de fígado e transplante hepático.

O dia inteiro de painéis vai mobilizar profissionais oriundos dos órgãos públicos de Saúde do Estado do Pará e do Ministério da Saúde, além de universidades públicas e privadas, órgãos de pesquisas, como o Instituto Evandro Chagas (IEC), entidades representativas e organizações não governamentais.

Márcia Iasi (foto), médica hepatologista do Centro de Referência Estadual para Tratamento das Doenças do Fígado da Fundação Santa Casa de Misericórdia.
FOTO: JOSÉ PANTOJA / ASCOM SESPA

De acordo com a médica da coordenação estadual de Hepatites Virais e uma das organizadoras do evento, Márcia Iasi, o ponto de partida das discussões do Simpósio será o combate à subnotificação de casos da doença por meio de estratégias que visam à maior adesão ao teste rápido e, em caso de sorologia positiva, ao tratamento disponível pelo Sistema Único de Saúde (SUS). “Quanto mais cedo se descobre que tem hepatite, melhor para o indivíduo. O diagnóstico precoce será decisivo para o sucesso da terapia”, explica, ao lembrar que no dia 23 serão realizados dois mutirões: o de elastografia e de ultrassonografia para pacientes já triados pelo CTA de Santarém.

Atuam também como apoiadores do Simpósio as equipes técnicas da Ministério da Saúde, Amazônia Transplantes, Sociedade Brasileira de Hepatologia, Prefeitura de Santarém, Prefeitura de Barcarena, Hospital Regional do Baixo Amazonas Waldemar Penna, Gilead, Abbvie, Alexion, Laboratório Amaral Costa, Zambon, Conselho Regional de Farmácia e o Banco Social de Doação de Órgãos, do Conselho de Responsabilidade Social (Cores) da Federação das Indústrias do Pará (Fiepa).

Serviço: Mais informações sobre o Simpósio podem ser solicitadas pelo telefone (91) 4006-4810 e no facebook (https://www.facebook.com/V-Simp%C3%B3sio-de-Hepatologia-da-Amaz%C3%B4nia-1373090499480306/?ref=br_rs). As inscrições são feitas por meio de pagamento de uma taxa única de R$ 50, por meio de depósito bancário para Associação Médicos da Floresta, Banco Itaú (n° 341), agência 040 e conta corrente 03634-5. Na sequência, enviar comprovante de depósito para efetivar a inscrição ao e-mail hepatologiadamazonia@gmail.com

 

Você pode gostar...