Sespa realiza a quinta oficina do Projeto AcolheSUS

Fotos: José Pantoja – Ascom Sespa

Com o objetivo de dar continuidade ao desenvolvimento do Plano de Ação voltado ao Centro de Atenção Psicossocial Renascer (Caps), a Secretaria de Estado de Saúde Pública (Sespa) realiza nesta terça-feira (10), a V Oficina do Projeto de Qualificação das Práticas de Cuidado a partir das Portas de Entrada do SUS (Projeto AcolheSUS). O evento vai até amanhã (11), no prédio da Secretaria.

O AcolheSUS tem como objetivo qualificar o acesso e as práticas de cuidado por meio da implantação/implementação da Diretriz Acolhimento da Política Nacional de Humanização (PNH) nos serviços de saúde, sendo que aqui no Pará, o campo de ação do projeto é o Centro de Atenção Psicossocial (Caps) Renascer.

Fotos: José Pantoja – Ascom Sespa

“Através dessas oficinas foram elaboradas 13 atividades que já estão em desenvolvimento. Essa etapa é para finalizar os planejamentos e rever essas atividades para sua implementação”, disse o coordenador estadual de Humanização da Sespa, Guilherme Martins.

No Pará, o AcolheSUS está sendo realizado pelo Ministério da Saúde (MS), por meio da Coordenação Geral da Política Nacional de Humanização (CGPNH) em parceria com a Sespa, via Diretoria de Gestão do Trabalho e da Educação na Saúde (DGTES) e Coordenação Estadual de Humanização.

O Projeto, que se tornará modelo para todo o Brasil, deverá ser concluído até o fim deste ano. Até lá, serão realizadas oficinas mensais e o trabalho será estendido a toda Rede de Atenção Psicossocial de Belém, por meio do Colegiado HumanizaRaps, que reúne todos os Caps de Belém e a República Terapêutica de Passagem (RTP).

 

Texto: Carla Fischer – Ascom/Sespa

Fotos: José Pantoja – Ascom/Sespa