Pará alcança meta de vacinação contra a gripe

A Campanha de Vacinação Contra a Gripe atingiu a meta de imunizar 90% de pessoas dos grupos prioritários no Pará. Do total de 2.095.999 milhões de cidadãos aptos a receberem a dose, 1.908.884 milhões foram vacinados até esta sexta-feira, 14 de junho. As informações são da Divisão de Imunizações da Secretaria de Estado de Saúde Pública (Sespa).

Dos oito grupos prioritários, dois não atingiram ainda a meta: crianças, com 84%, e gestantes, com 86%. No entanto, a campanha prossegue até que todas as doses remanescentes sejam aplicadas nas Unidades Básicas de Saúde (UBS). Conforme informe técnico da Divisão de Imunizações da Sespa, é possível que os grupos cheguem aos 90% na medida em que os municípios forem lançando nos sistemas de informação as doses que foram aplicadas naqueles segmentos populacionais.

A vacinação é a principal medida preventiva contra a gripe e a Sespa quer evitar o ocorrido com a campanha de 2018, quando o Pará não alcançou a meta de 90% entre as crianças menores de cinco anos.

Os grupos prioritários tiveram entre os dias 10 de abril e 31 de maio para se vacinar com exclusividade. Após esse período, toda a população do Pará tem tido oportunidade de se vacinar contra a gripe enquanto durarem os estoques da vacina. Ou seja, quem não faz parte do público-prioritário da Campanha Nacional de Vacinação contra a Influenza também pode procurar a unidade de saúde mais próxima para se vacinar. A medida do Ministério da Saúde evita desperdício de doses nas localidades que não alcançarem a meta de imunização no público-alvo, que continua sendo prioritário.

Durante o período da campanha, foram priorizados gestantes, puérperas, crianças entre 6 meses a menores de 6 anos, idosos, indígenas, professores, trabalhadores de saúde, pessoas com comorbidades, funcionários do sistema prisional e população privada de liberdade, além de profissionais de segurança e salvamento.

Em todo o Pará, as vacinas da campanha contra a gripe continuam estão disponíveis em 2.958 postos de vacinação fixos, com 21.350 pessoas envolvidas, incluindo 5.338 equipes de vacinação.

A vacina produzida para 2019 teve mudança em duas das três cepas que compõem a vacina e protege contra os três subtipos do vírus da gripe que mais circularam no último ano no Hemisfério Sul, de acordo com determinação da OMS: A/Michigan/45/2015 (H1N1) pdm09; A/Switzerland/8060/2017 (H3N2); B/Colorado/06/2017 (linhagem B/Victoria/2/87). A vacina contra gripe é segura e reduz as complicações que podem produzir casos graves da doença.

Você pode gostar...