Sespa já atendeu cerca de duas mil pessoas durante as ações do TerPaz

Durante as ações do projeto TerPaz, no bairro da Cabanagem, em Belém, moradores do bairro conferem as dicas de escovação com o odontóloga Marilda Braga, na sala de Saúde Bucal montada pela Sespa

Um total de 1.948 atendimentos médicos realizados e 400 kits de higiene dental entregues é o saldo, até o momento, do que a Secretaria de Estado de Saúde Pública (Sespa) tem realizado no bairro da Cabanagem, em Belém, na segunda etapa das ações do programa Territórios pela Paz (TerPaz), desenvolvido pelo Governo do Estado, que está levando obras e serviços para sete locais de Belém, Ananindeua e Marituba, com o objetivo de combater a violência e oferecer saúde e cidadania à população.

Iniciadas no dia 11 de julho com sequências de trabalhos realizados nos dias 13, 20, 22 e 27 deste mês, as ações na Escola Estadual José Valente Ribeiro têm contado com a participação da Sespa por meio de consultas em clínica médica, ginecologia, ortopedia e pediatria; procedimentos como verificação de pressão arterial, glicemia, orientação para saúde mental, avaliação nutricional, vacinas e testes rápidos para HIV, sífilis e hepatites B e C. Pelo segmento odontológico, têm sido entregues kits com escova, fio e pasta dental após escovação orientada. Os serviços de saúde também tem agregado encaminhamento para consultas, exames, cirurgias e emissão do cartão do Sistema Único de Saúde (SUS).

Durante as ações do projeto TerPaz, no bairro da Cabanagem, em Belém, moradores do bairro conferem as dicas de escovação com as odontólogas Alessandra Amaral e Marilda Braga, na sala de Saúde Bucal montada pela Sespa

“A ideia é atender a demanda reprimida por atenção básica no bairro, encaminhar para consultas, exames e procedimentos mais complexos quando for necessário e atentar para os cuidados necessários com a higiene dental que, sendo satisfatória, pode evitar problemas desagradáveis como halitose, gengivite e placas bacterianas, que são doenças causadas pela má escovação e que podem repercutir no corpo inteiro de forma nociva”, alerta a odontóloga Alessandra Amaral, coordenadora de Saúde Bucal da Sespa.

Doenças como diabetes tipo 2, gastrite e lesões no fígado, rim ou intestino podem se manifestar por meio da boca mal cuidada. “É importante vermos como estão os níveis de pressão e a glicose, por exemplo. Mas é essencial também que a pessoa mantenha os dentes escovados e as idas ao consultório dentário pelo menos duas vezes ao ano. Nessas ações incutimos esse hábito”, explica a Alessandra, que a cada atividade do TerPaz distribui com sua equipe 200 kits de higiene dental. “As orientações sempre repercutem em pelo menos no dobro desse quantitativo, pois recebemos aqui famílias inteiras”, assegura.

Durante as ações do projeto TerPaz, no bairro da Cabanagem, em Belém, a moradora Sheila Vieira aproveitou as dicas de escovação na sala de Saúde Bucal montada pela Sespa

A dona de casa Sheila Vieira e o filho Pedro Lucas, de 08 anos, que está de férias escolares, aproveitaram bem a manhã desta segunda-feira, 22, para usufruir de todos os serviços oferecidos pelo TerPaz. Na sala de Saúde Bucal, conferiram as dicas de escovação com o odontóloga Marilda Braga, que portava um modelo de arcada dentária. “Vou voltar porque num dia só não dá pra aproveitar tudo. Mas adorei a ideia de trazer para a escola do bairro vários serviços. O Pedro adorou, pois tem muita atividade pra criança”, afirmou Sheila, que voltará no sábado, 27, para se consultar com ginecologista em uma das Unidades Móveis da Sespa.

Moradora da Cabanagem, a adolescente B.E.N, de 15 anos, já passou por consulta ginecológica em uma das ações e se inscreveu no curso de assistente administrativo, oferecido na atividade.  Ela conta que aos poucos as pessoas do bairro estão aproveitando as ações do TerPaz. “Não lembro de ter tido outro programa como esse aqui. Isso veio alegrar muita gente porque quebrou um pouco da rotina, sabe?  As pessoas precisam desse tipo de atendimento para não ficar com a cabeça vazia, pensando na criminalidade”, ressaltou.

O secretário de Estado de Articulação da Cidadania, Ricardo Balestreri, ressaltou que as ações no bairro da Cabanagem estão alinhadas com as demandas reprimidas já expostas pelas redes solidárias de cidadãos atuantes no local, formadas por mães, lideranças religiosas e de centros comunitários

O secretário de Estado de Articulação da Cidadania, Ricardo Balestreri, ressaltou que as ações no bairro da Cabanagem estão alinhadas com as demandas reprimidas já expostas pelas redes solidárias de cidadãos atuantes no local, formadas por mães, lideranças religiosas e de centros comunitários. “O TerPaz é uma forma de conceder protagonismo a essas pessoas por meio das capacitações e das formas de empreendedorismo trazidas pelo governo, que se fará presente nesse processo de transformação, assim como no ato de cuidar e orientar as pessoas por meio de consultas às especialidades mais procuradas, como ginecologia, pediatria e odontologia”, afirmou.

O projeto TerPaz já ultrapassa 130 projetos em mais de 30 Secretarias e órgãos, que estão atuando de forma conjunta. Alia ações de políticas de segurança com projetos de promoção da saúde e cidadania, buscando atingir as causas que levam à violência.

Durante as ações do projeto TerPaz, no bairro da Cabanagem, em Belém, moradores do bairro conferem as oficinas de pipas ofertadas pelo projeto na escola Escola Estadual José Valente Ribeiro.
Fotos: José Pantoja (Ascom/Sespa)

Este ano, a iniciativa já passou por Ananindeua, no bairro do Icuí; está em Belém, no bairro da Cabanagem e com nova ação a ser realizada neste sábado, 27. Durante este ano irá a outros seis bairros considerados de grande vulnerabilidade social na capital: Guamá, Jurunas, Terra Firme e Benguí, além de Nova União, no município de Marituba. O objetivo é criar oportunidades para os jovens e demais moradores, evitando que se tornem presa fácil do crime organizado.

Você pode gostar...