Sespa realiza ação de saúde no Dia Internacional do Homem

Sérgio Lopes faz exames depois de 15 anos

“Eu não tenho tempo, faz, mais ou menos, uns 15 anos, a última vez que eu fiz exame foi em 2004”, disse Sérgio Lopes, de 46 anos, um dos homens atendidos pela Ação de Saúde alusiva ao Dia Internacional do Homem, realizada, nesta terça-feira (19), no Terminal Rodoviário de Belém.

A ação faz parte da programação do Novembro Azul 2019 da Sespa e foi organizada pela Coordenação Estadual de Saúde do Homem e 1º Centro Regional de Saúde da Secretaria de Estado de Saúde Pública (Sespa), disponibilizando ao público masculino, aferição de pressão arterial, teste de glicemia capilar, orientação nutricional, vacinação contra sarampo, testes rápidos de HIV e Hepatites Virais, sendo esses últimos realizados no auditório do Terminal Rodoviário, em ambiente apropriado para testagem e aconselhamento.

Homens e mulheres são beneficiados pela Ação de Saúde

Para Sérgio, que é goiano, reside em Redenção e estava de passagem pela capital paraense, foi uma oportunidade de verificar, pelo menos, como estava a pressão arterial e a taxa de glicose no sangue. “Minha esposa me cobra muito e agora passando por aqui, vi a fila, vi o pessoal e resolvi fazer pelo menos esse exame”, disse ele, enfatizando que esse tipo de ação é muito importante para quem não consegue ir a um posto de saúde. Ele disse que, nesses 15 anos, não sentiu nada que o fizesse procurar atendimento de saúde, mas defende que os municípios paraenses adotem o Programa Saúde na Hora, para facilitar o acesso da população masculina às Unidades de Saúde e que é muito importante para pessoas como ele que não têm tempo de se cuidar.

Esse é um Programa do Ministério da Saúde, que garante recursos para as unidades de saúde fiquem abertas das 8h às 22h, para atender aos usuários que não conseguem atendimento nos turnos normais, inclusive, já está em funcionando nos municípios de Bragança e Capanema.

Diego Leite, coordenador estadual de Saúde do Homem

Segundo o coordenador estadual de Saúde do Homem, Diego Leite, apesar de a ação no Terminal Rodoviário ser destinada aos homens, muitas mulheres procuraram a equipe e tiveram a oportunidade de fazer exames e tomar vacina. “Até porque algumas vêm para o atendimento e já trazem seu marido e seu filho junto, elas têm esse papel de puxar o homem para se cuidar”, disse o coordenador.

Ele informou que o Terminal Rodoviário foi escolhido para a ação em função do grande fluxo de pessoas não só passageiros, mas também em função, das que trabalham ao redor. “É um local de passagem até mesmo de moradores da capital que transitam por aqui”, explicou Diego.

Vicente de Menezes, de 77 anos, elogia a ação realizada pela Sespa

Vicente de Menezes, de 77 anos, também procurou os serviços oferecidos pela Sespa. Ele é do município de Santana do Araguaia, estava de passagem por Belém e aproveitou para fazer tudo o que tinha direito.  “Quero me vacinar, quero fazer o teste, isso aqui é uma coisa boa para nós. Assim que eu quero ver o Brasil, os serviços irem onde as pessoas estão”, disse Vicente, que assim como a maioria dos homens tem dificuldade de ir ate o posto de saúde para consulta médica e exames.

José Ribeiro de Brito, paraense que mora 47 anos no Rio de Janeiro

O paraense José Ribeiro de Brito, de 82 anos, que estava voltando para o Rio de Janeiro, onde mora há 47 anos, também aproveitou os serviços disponíveis. “Vim acompanhar o Círio e agora que estou voltando. Eu não estava nem esperando, mas essa campanha aqui está sendo maravilhosa, e agradeço a oportunidade que eu estou tendo”, elogiou José de Brito.

Depois da ação, Diego Leite viajou para Santarém, onde será acontecerá o Seminário de Saúde do Homem, semelhante ao que ocorreu, na semana passada, em Belém. Segundo ele, lá, também será trabalhado junto ao público masculino o Projeto Vida no Trânsito, pois Santarém é um município de grande incidência de acidente de trânsito. “O que mais mata os homens são as causas externas, que inclui os acidentes de trânsito”, disse o coordenador.

“Nós da Sespa estamos de portas abertas, dispostos a atender a todos vocês. Pois o nosso papel é atender, prover e fomentar a saúde do público masculino não só neste mês de novembro, mas em todos os meses do ano, para segurar na mão de vocês e ajudá-los a cuidar da sua saúde”. Esse foi o recado que  Diego Leite mandou à população masculina paraense no Dia Internacional do Homem.

Texto e fotos: Roberta Vilanova

Você pode gostar...