Novo coronavírus é pauta da 1ª Assembleia do Conass em 2020

 

Alberto Beltrame presisde a primeira assembleia do Conass

Apesar de ainda não circular no Brasil, o novo coronavírus foi pauta da 1ª Assembleia do Conass de 2020. Os secretários estaduais de saúde se reuniram na quarta-feira (05) com o secretário de Vigilância em Saúde (SVS), Wanderson Kleber de Oliveira e debateram as ações estratégicas e conjuntas de enfrentamento ao vírus.

O presidente do Conass, Alberto Beltrame, chamou a atenção para pontos considerados fundamentais pelo colegiado de secretários ao se falar nas estratégias de prevenção, combate e contenção do vírus. “Temos de discutir a nossa rede assistencial para os casos graves, bem como a distribuição dos insumos para realização de diagnósticos, medicamentos etc.”

Beltrame também destacou a adequada capacidade do Brasil em enfrentar situações emergenciais, citando o exemplo de outras ocasiões complexas como o SARGS ,H1N1 e zika.  “Na verdade revelamos a zika ao mundo graças ao trabalho de epidemiologistas, pesquisadores e tantos outros profissionais brasileiros qualificados, o que nos dá melhor habilidade para enfrentar doenças como essa. Temos de exaltar a importância do SUS, pois a sua capacidade de dar respostas rápidas, dá ao Brasil uma condição peculiar e favorável ao enfrentamento de problemas como esse”, observou.

Wanderson de Oliveira, secretário de Vigilância em Saúde do MS

O secretário da SVS, por sua vez, fez um retrospecto da situação desde o surgimento dos casos em dezembro passado até a presente data. Atualmente, no Brasil, segundo os dados apresentados, há um total de 09 casos suspeitos.

Ele ressaltou ainda o vigor e a celeridade com que o Ministério da Saúde tem tratado da situação e citou as medidas que têm sido tomadas pela pasta, como a ativação do Centro de Operações de Emergência em Saúde Pública (COE-nCoV), a publicação do Boletim Epidemiológico com informações epidemiológicas do mundo e do Brasil, o Guia de Vigilância Epidemiológica, o Plano de Contingência para o novo Coronavírus com níveis de alerta e a participação do Brasil na Resposta Global com Capacitação laboratorial em parceria com a OPAS/OMS de 10 países (Paraguai, Uruguai, Argentina, Chile, Bolívia, Peru, Equador, Colômbia, Panamá e Costa Rica), entre outras.

 

Fonte: Ascom/CONASS

Você pode gostar...