Técnicos de 14 estados responsáveis pelo diagnóstico do Covid-19 são treinados no Pará

Acompanhado do secretário de Vigilância do Ministério da Saúde, Wanderson Kleber de Oliveira, o governador do Pará, Helder Barbalho participou, na manhã desta quarta-feira (18), da reunião técnica que marca a conclusão do treinamento para a descentralização do diagnóstico molecular do novo coronavírus. Técnicos de 14 estados e do Distrito Federal, das regiões Norte, Nordeste e Centro-Oeste do país participaram da capacitação que tem como objetivo ampliar a capacidade laboratorial para a realização de diagnóstico Covid-19, na rede brasileira de Laboratórios Centrais da Saúde Pública (Lacens).

Promovido pelo Ministério da Saúde (MS), o treinamento foi realizado, na terça (17) e quarta-feira (18), no Instituto Evandro Chagas (IEC), em Ananindeua. Além do fim do treinamento, o governador e o secretário de Vigilância vistoriaram o Laboratório de Vírus Respiratório, que é referência nacional no diagnóstico do novo coronavírus (Covid-19).

“É importante transmitirmos tranquilidade para sociedade. Essa parceria com o Ministério da Saúde permite acelerar os diagnósticos para tranquilizarmos a população. Além disto, chamamos atenção para o compartilhamento de fakenews [notícias falsas] que acabam criando uma desestabilização social. Estamos trabalhando, todos juntos, para manter os paraenses protegidos e, caso precise, acionar o plano de emergência para proteger o infectado, seus familiares e a sociedade”, detalha o governador Helder.

De caráter teórico prático, o treinamento teve na programação do primeiro dia a apresentação do protocolo do Kit de Bio-Manguinhos para a detecção do novo coronavírus, prática laboratorial de diagnóstico, que ocorreu na Seção de Virologia do IEC, e análise e interpretação dos resultados do ensaio. No segundo e último dia de treinamento, foi realizado uma prática individual com cada um dos participantes.

“O Instituto é uma referência nacional em várias etapas da vigilância sanitária do país. Hoje, fizemos a conclusão do curso que representa uma grande entrega prevista no plano iniciado em 22 de janeiro. Aqui, capacitamos profissionais para os testes laboratoriais em 15 unidades do País para que possam iniciar, já amanhã, os testes para identificação do coronavírus” – Wanderson de Oliveira, secretário de vigilância do Ministério da Saúde.

Além de Helder Barbalho e Wanderson de Oliveira, participaram da agenda o secretário de Estado de Saúde Pública do Pará, Alberto Beltrame, e a diretora do Instituto Evandro Chagas, Giselle Rachid Viana.

“Estamos com um conjunto de medidas, todas elas alinhadas e em sintonia com o Ministério da Saúde no combate ao coronavírus. Seguimos trabalhando diariamente para garantir a segurança e saúde de todos os paraenses” – Alberto Beltrame, titular da Sespa.

Ampliação na rede de diagnóstico

Com o treinamento, laboratórios de todo o País estarão aptos a realizar testes específicos, fabricados pelo Instituto Bio-Manguinhos, da Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz), para a detecção deste vírus. O treinamento ocorre quando o número de suspeitos de infecção pelo novo coronavírus chega a 2.064 no Brasil.

Com a medida, o Ministério da Saúde cumpre seu plano de trabalho para o aumento da capilaridade de diagnósticos para além dos laboratórios de referência, que hoje são a Fiocruz, no Rio de Janeiro; o Instituto Adolfo Lutz (IAL), em São Paulo; e o Instituto Evandro Chagas (IEC), no Pará.

Você pode gostar...