Governador anuncia mais recursos para o combate ao novo coronavírus e divulga ações de saúde e educação

O governador Helder Barbalho anunciou, neste sábado (28) em coletiva de imprensa, que o Pará conseguiu suspender, no Supremo Tribunal Federal (STF), a dívida mensal que o Estado tem com a União para que esse valor seja economizado e revertido nas ações de combate ao novo coronavírus. A decisão foi emitida no final da noite da sexta-feira (27), pelo ministro Alexandre de Moraes.

O chefe do executivo estadual também divulgou que o Governo do Estado conseguiu, junto à empresa Equatorial Energia, a suspensão por três meses de cortes de energia elétrica aos consumidores paraenses. O acordo já teve a aprovação da Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel).

Boletim Epidemiológico

Até o início da noite deste sábado (28), o Estado do Pará confirmou 18 casos de pacientes que atestaram positivo para a infecção pelo novo coronavírus, 105 estão em análise e 531 já foram descartados.
Os dois novos casos, que foram confirmados na manhã e na tarde de sábado (28), correspondem a um homem de 25 anos, morador da Itália, que veio visitar a família no município de Parauapebas, e uma mulher de 42 anos, moradora de Belém, que teve contato com um dos pacientes de Belém que atestou positivo para covid-19.

Vídeoaulas

Durante a coletiva, Helder Barbalho reforçou que na próxima segunda-feira (30) iniciarão as aulas virtuais destinadas aos estudantes da rede estadual de ensino por meio do aplicativo ‘Todos em Casa pela Educação’, que será disponibilizado pela Secretaria de Educação (Seduc) em parceria com a Fundação Paraense de Radiodifusão (Funtelpa).

“É importante ressaltar que não adianta o estudante não ir às aulas e ficar circulando, fazendo como se tivesse de férias quando, na verdade, é um movimento em que todo mundo está se esforçando para diminuir a contaminação. Além de ser um mecanismo que dará ferramentas dentro de casa aos estudantes, para que eles tenham acesso ao conhecimento sem perder tempo”, reforçou o governador.

Meta atingida na vacinação contra a gripe.

O secretário de Saúde do Pará, Alberto Beltrame, informou que o Estado atingiu, neste sábado (28), a meta estipulada pelo Ministério da Saúde de vacinação contra a gripe. A campanha iniciou no dia 23 de março e, até o momento, já aplicou 90% das 690 mil doses de vacinas disponíveis para idosos e profissionais da saúde.

A partir deste momento, farmácias, supermercados e shoppings centers encerram o seu trabalho e a vacina passa a ser aplicada somente nas unidades básicas de saúde dos municípios. O calendário de vacinação continuará o mesmo.

Hospitais de Campanha

A instalação dos quatro Hospitais de Campanha no Estado, que atenderão exclusivamente pessoas acometidas pelos menos graves da covid-19, também foi assunto durante a coletiva. Os técnicos responsáveis por implantar os hospitais já estão no Pará. A montagem inicia na próxima terça-feira (31).
As unidades darão suporte à rede hospitalar com o tratamento de casos com menor complexidade, que não necessitem de atendimento em Unidade de Terapia Intensiva (UTI), e devem começar a ser entregues completos a partir do dia 6 de abril.

“É importante ressaltar que estes hospitais não serão pronto-socorros. São hospitais de baixa complexidade para dar suporte aos hospitais de referência a pacientes que estejam já na fase final do seu ciclo hospitalar ou no início dele, após atendimento médico”, reforçou o governador.

governador também comemorou o recebimento dos 31 respiradores mecânicos, adquiridos com recursos próprios do Estado, com o objetivo de garantir a estrutura adequada ao atendimento de pacientes que atestem infecção por covid-19.

Doações

Durante a coletiva, Helder Barbalho também agradeceu às empresas Pagrisa, Mico e Sococo, que destinaram 22 mil garrafas com 44 mil litros de álcool 70% para hospitais públicos e órgãos que trabalhem com o atendimento ao público, e mais duas mil cestas básicas que serão doadas a abrigos e ao projeto Territórios pela Paz, na Região Metropolitana de Belém.

 

Texto original de Bárbara Brilhante (PGE)

Fotos de Bruno Cecim (Agência Pará)

Você pode gostar...