Policlínica Itinerante alcança 1.090 atendimentos em Castanhal

Castanhal é o segundo município a receber os atendimentos da Policlínica Itinerante

Em três dias de assistência à população de Castanhal, na região nordeste, a Policlínica Itinerante do Governo do Estado, já realizou 1.090 atendimentos, entre consultas, exames de imagem e laboratoriais. A carreta móvel, que também passou por Santo Antônio do Tauá, está no município desde segunda-feira (18) e deve permanecer até a próxima sexta (22).

Os pacientes passam por avaliação médica e, com base nos sintomas e no nível de oxigênio no sangue, podem ser encaminhados para uma Unidade de Pronto Atendimento (UPA). De acordo com o coordenador de Contingência da Policlínica, Sipriano Ferraz, o retorno da população tem sido satisfatório também por conta do número de profissionais disponíveis. “São 40 profissionais que trabalham desde a triagem até os exames, sendo 10 médicos e uma equipe de enfermeiros, técnicos, logística, almoxarife, recepcionistas e farmacêuticos. É uma equipe completa”, afirma o médico.

Trabalho foca no início do tratamento de casos leves, para não sobrecarregar UPAs e Prontos-Socorros que recebem os pacientes graves

O coordenador informa ainda que Policlínica Metropolitana, em Belém, continua funcionando normalmente. “O atendimento à população não parou e vai continuar até se chegar a 100% de resolução dos casos da Covid-19”, complementa Sipriano. Com um mês de atendimento exclusivo a pacientes com sintomas leves e moderados, a Unidade em Belém, realizou até terça-feira, 31 mil procedimentos distribuídos entre consultas, exames de imagem e transferências para hospitais de referência.

 

Serviço: Em Castanhal, a Policlínica Itinerante funciona das 8h30 às 17h30, em frente ao Centro de Atendimento Especializado (CAE), na Avenida Major Wilson, ao lado do Hospital Municipal.

Texto: Rodrigo Reis/Emater

Fotos: Ale Ribeiro/Ag. Pará

Você pode gostar...