Barco Papa Francisco chega às comunidades do Baixo Amazonas

Após a triagem, pacientes são encaminhados para consultas

Nesta terça-feira(28) moradores de Boa Vista e de outras comunidades do município de Prainha, região do Baixo Amazonas, chegaram cedo para o atendimento médico assegurado pelo Barco Hospital Papa Franscisco, iniciativa da Igreja Católica em parceria com o Governo do Pará.

Após o cadastro, os pacientes passam por uma triagem que identifica o tipo de atendimento. Em seguida, são encaminhados à consulta com o médico. Um psicólogo também integra a equipe, como explica o religioso, frei Tiago Malta, que também é psicólogo. “Nós estamos trabalhando no sentido de orientar na questão emocional do paciente porque muitas doenças são causadas pelo fator emocional, diversos fatores podem ocasionar isso como brigas em casa, medos”.

Dona Lucinalva Andrade levou a família inteira para ter assistência à saúde. “Nós somos de Boa Vista do Cuçari. Hoje, levantamos às 4h. Eu, minha mãe e minhas irmãs trouxemos as crianças, todo mundo para se consultar porque o atendimento por aqui é complicado. Tem o posto de saúde, mas como o nome já diz, são serviços básicos, aqui pelo barco a gente consegue fazer outros exames bem mais rápido”.

Seu Miguel Filho da comunidade de Igarapé do Cuçari, também de Prainha, levou meia hora de rabeta para chegar e logo procurou atendimento com um clínico geral. “A vinda desse Barco Hospital é importante para gente porque aqui os atendimentos são mais difíceis, então quando a gente sabe, vem. A gente não perde a oportunidade”, afirmou ele.

Integrante da equipe de profissionais de saúde do Barco Papa Francisco, o médico paulista Igor Arantes não esconde o contentamento de poder servir à população mais distante. “Para gente, como médico, é um renovar. A gente fica feliz em atender cada paciente, assim como o seu Miguel Filho e todos da região”.

“É nossa obrigação atender bem, mas é também uma satisfação e nós também somos privilegiados, porque mesmo cansados no fim do dia, nós somos contemplados com um pôr do sol incrível”, contou o doutor Igor.

A farmacêutica Tatiana Cruz informa que após consulta, se necessário, o paciente receber a medicação necessária para o tratamento. “Com a receita em mãos, o paciente passa aqui na farmácia do barco, recebe a medicação e é orientado sobre como fazer o uso correto dos medicamentos em casa”.

Missionária da congregação católica Maria Imaculada, a irmã Lucineide Maciel falou um pouco de sua atuação na embarcação. “Para mim foi uma experiência muito válida, a madre pediu para eu vir, e para mim está sendo algo único, poder servir com amor essa região e essas pessoas que tanto necessitam de atendimento.”

Coordenador do Barco Hospital Papa Francisco, o frei Joel Sousa também destacou a importância de se  ajudar quem mais precisa. “Para nós é uma alegria, juntamente com o Governo do Estado, realizar os atendimentos. Hoje, estamos aqui em Igarapé do Cuçari. É um trabalho que, sem dúvida, nos trás muita alegria”.

Em Igarapé do Cuçari, em Prainha, foram realizados 243 atendimento entre consultas, exames laboratoriais, testes rápido para Covid-19, mamografias, raio-x, eletrocardiogramas.

Texto: Ronilma Santos/SRGBA

Você pode gostar...