Ação coordenada pela Segup fiscaliza medidas restritivas na Região Metropolitana de Belém

Agentes da Segurança Pública alinham as iniciativas para o cumprimento do decreto governamental de enfrentamento da Covid-19

Começou na manhã desta sexta-feira (29) nova etapa das ações de cumprimento das medidas restritivas de enfrentamento da Covid-19 definidas pelo Governo do Pará. A ação integrada iniciou por volta das 7h30, no bairro São Brás, em Belém, com a participação de agentes de segurança verificando o uso obrigatório das máscaras e o respeito ao distanciamento físico em espaços comerciais e transportes coletivos na Região Metropolitana de Belém.

“A ação é uma ampliação da operação State Care, que iniciou na última sexta-feira (22). Nosso intuito é orientar a população para o uso obrigatório da máscara e distanciamento social, que estão previstos no decreto. Além disso, fiscalizar pontos de aglomerações em locais comerciais e nos coletivos do transportes públicos da Região Metropolitana da Belém”, disse o coronel Alexandre Mascarenhas, secretário adjunto de Operações da Segup, em exercício.

De forma preventiva, o bandeiramento do Pará foi alterado pelo governo para laranja (risco médio), com exceção da região do Baixo Amazonas, que segue com o bandeiramento vermelho (risco elevado). Todo planejamento da operação foi definido em reunião ontem (280, no prédio da Secretaria de Estado de Segurança Pública e Defesa Social (Segup).

s fiscalizações contemplam os transportes públicos na Região Metropolitana de Belém e têm a atuação integrada de diversos órgãos

Integração – As fiscalizações também contam com a participação de órgãos municipais de fiscalização e trânsito, e com as Guardas Municipais, que atuarão nas abordagens com as forças de segurança do Estado.

“Estamos nessa força-tarefa para garantir o cumprimento do decreto (governamental), e com isso, estamos fiscalizado o uso de máscara, a disponibilidade de álcool em gel e o distanciamento nos estabelecimentos”, contou Milvea Carneiro, titular da Vigilância Sanitária da Secretaria de Estado de Saúde Pública (Sespa), também participante da iniciativa.

Em outra frente de trabalho, agentes da Polícia Civil do Pará fiscalizam comércios e supermercados de Belém e região. “Para melhor atender as determinações do decreto, deflagramos a Operação Mercato que vai orientar os comerciantes e a população sobre a permanência de somente um membro por família dentro de lojas ou supermercados. Outra cobrança é a respeito do uso de 50% da capacidade dos espaços”, acrescentou o delegado Daniel Castro, titular da Diretoria de Polícia Metropolitana.

Cobrindo a Região Metropolitana de Belém, a operação conjunta da Segurança Pública está nas ruas, como ação de conscientização

Restaurantes, lojas de conveniência, supermercados e depósitos não podem vender bebida alcoólica das 22h às 06h. Balneários e praias estão liberados de terça a quinta-feira. Nos finais de semana haverá atenção redobrada aos restaurantes da ilha do Combu (na área insular de Belém), que deverão funcionar com lotação de 50% (capacidade sentada) até o limite de meia-noite. Está proibida a permanência de pessoas em pé no interior de restaurantes e afins.

Ampliação – A operação que fiscaliza o cumprimento das determinações do decreto governamental, que proíbe desde o último dia 21 o funcionamento de bares, boates, casas de shows e similares, em especial, no período noturno, será ampliará no período da manhã. As ações seguem no Terminal Rodoviário de Ananindeua; na Rodovia PA-391, que dá acesso à Ilha de Mosqueiro, em ônibus coletivos; na Rodovia BR-316, do KM-01 ao KM-18, com a fiscalização de veículos de transporte de passageiros. A Operação Lei Seca também será realizada com o Departamento de Trânsito (Detran) e a Polícia Militar em pontos estratégicos da RMB.

Operação State Care iniciada em dia 22 deste mês de janeiro segue orientando a população sobre as necessárias medidas sanitárias

Participam dos trabalhos agentes da das Polícias Civil e Militar, Corpo de Bombeiros Militar, Detran, Defesa Civil, Agência de Regulação e Controle de Serviços Públicos (Arcon), Secretaria de Estado de Saúde Pública (Sespa), Guardas Municipais de Belém, Ananindeua e Marituba, instituições de mobilidade urbana de Ananindeua e Marituba e a Superintendência Executiva de Mobilidade Urbana de Belém (SeMob).

Texto: Talison Lima/PC

Fotos: Marcelo Seabra/Ag. Pará

Você pode gostar...