Alta hospitalar de pacientes do Amazonas liberam leitos para outros transferidos do estado vizinho

Belém, Pará, Brasil. AMAZONENSES RECEBEM ALTA – 28/01/2021

Com a alta de pacientes vindos do Amazonas, o Hospital de Campanha do Hangar começa a receber outros transferidos do estado vizinho. A atualização mais recente dá conta de 14 recuperados vindos de Manaus e Mauazinho, que já viajaram de volta. Com a liberação dos leitos, outros 15 vieram se internar na unidade em Belém. Até o momento, o Pará já recebeu 41 amazonenses, sendo que 21 seguem internados em Unidade de Terapia Intensiva (UTI), dois estão na enfermaria e quatro faleceram.

Em relação aos pacientes do Pará, nos últimos dois dias, 16 tiveram alta hospitalar, sendo cinco de Belém, três de Ananindeua, dois de Portel, e outros de Barcarena, Tauaria, Santa Barbara, Benevides, Capitão Poço e Muaná.

Segundo a diretora do Hospital de Campanha, Alba Muniz, os recém-chegados, estão recebendo toda a assistência necessária no Hangar. “Fomos até o aeroporto para recepcioná-los e já iniciar os atendimentos. Montamos uma verdadeira força-tarefa, com profissionais qualificados e engajados, que estão trabalhando com muita dedicação, para que, em breve, todos eles possam retornar para seus lares, recuperados desta doença tão devastadora que é a Covid-19”, confirmou.

Os pacientes do Amazonas começaram a chegar a Belém no último dia 18 de janeiro. Em todos os procedimentos de transferência, o Governo do Amazonas é responsável pelo transporte dos pacientes de Manaus até Belém. Os pacientes são transportados pela Força Aérea Brasileira (FAB), a partir de ação do Ministério da Saúde, envolvendo também o Corpo de Bombeiros Militar e a Polícia Militar do Pará.

Hangar – No momento, 118 pessoas estão internadas no maior hospital de campanha do Estado, localizado na capital paraense. Mais de 3,7 mil pacientes já foram atendidos na unidade, que foi montada para assistir inicialmente pacientes da Região Metropolitana e das regiões nordeste e Marajó Oriental.

Texto: Carol Menezes/Secom

Fotos: Ricardo Amanajás/Ag. Pará

Você pode gostar...