Centro Integrado de Comando reúne segurança e serviços de saúde em Salinas

Além de reunir profissionais da área médica e segurança na praia do Atalaia, em Salinópolis, uma das localidades mais procuradas por frequentadores durante o verão amazônico, no Pará, o Centro Integrado de Comando (CIC) oferece atendimentos de primeiros-socorros aos banhistas que necessitam de algum atendimento de casos leves de forma imediata, e também ações preventivas, como medidas para evitar a Covid-19 e as hepatites virais, por exemplo. O Centro está localizado bem próximo ao Atalho da Sofia.

No sábado (18), ao ir à praia com a família, o filho de Daniele Brocim sofreu uma queimadura de água viva, grau leve. De imediato os pais buscaram ajuda no CIC e receberam um atendimento muito além do que o imaginado. “Ficamos surpresos em encontrar um pronto-atendimento tão rápido. Foi muito bom. Estou super satisfeita e tranquila porque a gente encontrou tão rápido em um centro de apoio aqui na praia. Todos estão de parabéns. Agora me sinto muito mais segura em trazer a minha família pra cá”, afirmou Daniele Brocim.

Agentes do Corpo de Bombeiros, Defesa Civil e da Secretaria de Estado de Saúde Pública (Sespa) compõem a equipe multiprofissional do centro. Naiara Baía resolveu visitar a família, que é moradora da cidade, e ficou sabendo da disponibilização da vacina contra hepatite B. Como doadora de sangue frequente, não pensou duas vezes em se proteger. “Achei super cômodo. A gente vem se divertir, rever familiares e ainda sai protegido. Achei uma excelente ideia do governo propor uma iniciativa como essa”, afirmou. Outros tipos de atendimentos também são feitos, como o pronto-socorro a uma pessoa que foi vítima de perfuro-cortante.

Aos finais de semana, serão ofertados preservativos, testagem para as hepatites B e C, além de imunização da hepatite B. Para a Débora Crespo, responsável pela Diretoria de Divisão de Doenças Transmissíveis da Sespa, esses serviços são intensificados durante a campanha Julho Amarelo. “Já é tradição a Sespa, em conjunto com as regionais e as gestão municipal, intensificar as ações voltadas para a prevenção, seja para evitar os acidentes nas estradas, seja com o uso do álcool, e reforçando as medidas preventivas para doenças sexualmente transmissíveis, com a distribuição de preservativos e também testagem para hepatite B, C e HIV”, frisou.

Segundo Débora Crespo, as medidas estão sendo renovadas. “Em respeito ao distanciamento social, as medidas de prevenção à pandemia, a necessidade de evitarmos aglomerações, apesar do Estado demonstrar uma estabilização, um declínio no número de casos, estamos vivendo realmente um verão atípico. Então, teremos em todos os finais de semana de julho, nessa unidade integrada, juntos a segurança e a saúde e a oferta dos serviços, assim como em outras localidades do Pará, e em especial aquelas que já demonstram históricos das doenças”, finalizou.

Texto: Aline Savedra/Segup

Fotos: Ascom/Segup

Você pode gostar...