Comunidade de Nova Maracanã recebe atendimentos do Barco Papa Francisco

O Barco Hospital Papa Francisco atracou às 9h, desta quarta-feira (20), no distrito de Nova Maracanã, no município de Faro. A embarcação, financiada pelo governo do Estado, foi enviada para dar suporte no atendimento de pacientes com sintomas leves e moderados da Covid-19.

Neste primeiro dia de ações a unidade dá suporte hospitalar e está com quatro pacientes internados e sendo estabilizados para transferência aérea. A embarcação vai ficar por tempo indeterminado no município.

O barco conta com serviços de triagem de enfermagem, verificação de sinais vitais e oxigenação, atendimento médico, medicamentos, exames de laboratório de hemograma e raio x, testes rápidos e conta com quatro leitos clínicos para estabilizar pacientes.

Quem recebeu atendimento elogiou o trabalho desenvolvido. “Era tudo o que a gente precisava, esse atendimento veio na hora certa para ajudar a salvar a vida”, contou a autônoma Susan Pereira, que está com a avó de 70 anos recebendo atendimento na embarcação Papa Francisco.

O secretário adjunto da Secretaria de Estado de Saúde Pública (Sespa), Sipriano Ferraz, e o secretário regional de Governo do Baixo Amazonas, Henderson Pinto acompanharam os primeiros atendimentos.

“Nosso objetivo aqui na região é disponibilizar o atendimento inicial à todos os pacientes de covid nessa região e, quando necessário, já estabilizá-los para fazer as transferências aéreas para os nossos hospitais ou fornecer a medicação indicada pelo médico,” afirmou o Sipriano.

Ainda pela manhã,  o 9° Centro Regional de Saúde da Sespa enviou insumos e EPIs para abastecer o Centro de Atendimento Municipal à Covid que está atendendo a população de Faro.

“Nós agradecemos muito o suporte do Estado, pois estamos na divisa com o Amazonas. Agradecemos grandemente ao governador Helder. Se Deus quiser, vamos vencer essa pandemia”, afirmou o prefeito de Faro, Paulo Carvalho.

Oxigênio – Na tarde da terça (19), o Governador Helder Barbalho reuniu com os prefeitos de cidades que fazem divisa com o estado do Amazonas para tratar sobre o abastecimento de oxigênio da rede de hospitais. De forma preventiva, foram enviados 159 cilindros de oxigênio para as cidades de Oriximiná (79), Terra Santa (30), Faro (20) e Juruti (30). Atualmente, o Pará possui capacidade de produção de oxigênio superior a 58 mil m3 diários, o que atende a totalidade das demandas dos 144 municípios, incluindo a capacidade de prestar apoio aos estados do Amapá e Maranhão.

Além disso, o Governo do Pará também ampliou a quantidade de leitos para a região do Baixo Amazonas e Tapajós. Ao todo serão 90 UTIs e 34 leitos clínicos, divididos entre os Hospitais Regionaus do Tapajós, em Itaituba; do Baixo Amazonas, em Santarém; e Hospital 9 de Abril na Providência de Deus, em Juruti.

O representante da Oeste Gás, Wilmar Frazão, esteve em Faro para acompanhar o planejamento do município. “O governo do Estado nos contactou para dar auxílio ao município. Neste primeiro momento, será feita uma análise técnica para ver a necessidade de cada cidade,” ressaltou Wilmar.

O Hospital Regional de Itaituba tem 30 leitos de UTI disponíveis para receber pacientes da região, além de contar com serviço de transferência através do helicóptero aeromédico.

Texto: Bruna Brabo/Secom

Você pode gostar...