Covid-19: Abelardo Santos registra oito altas médicas no sábado (27)

O aposentado Miguel Pereira Ramos foi um dos pacientes que se despediu do hospital: “É um dia muito esperado e feliz”, disse

O Hospital Regional Dr. Abelardo Santos (HRAS), no distrito de Icoaraci, em Belém, registrou no sábado (27) oito altas médicas de pacientes que saíram vencedores da batalha contra o novo coronavírus. Neste domingo (28), a unidade mantém 152 pessoas internadas com Covid-19, destas, 65 em leitos clínicos e 87 em Unidade de Terapia Intensiva (UTI). Determinado pela Secretaria de Estado de Saúde Pública (Sespa), a instituição, atualmente, destina 65% de sua capacidade hospitalar ao atendimento de pacientes com a doença.

Após duas semanas internado no HRAS, o aposentado Miguel Pereira Ramos, de 54 anos, morador do distrito de Icoaraci, se despede do hospital sob comemoração dos profissionais de saúde. “É um dia muito esperado e feliz”, resume o paciente. A médica intensivista Raysa Lamara, que acompanhou o quadro clínico do aposentado, relembra o primeiro atendimento. “O seu Miguel estava internado há 15 dias, com muita falta de ar e tosse. Hoje (sábado, 27), ele está indo para cada curado da covid-19”, comemora.

A enfermeira Anny Cegovia, que atua no combate à doença desde 2020, é a responsável pela organização das comemorações das altas desses pacientes. Ela ornamenta os corredores da intuição com balões e cartazes, como forma de homenagear os vencedores da doença. “É sempre um motivo de muita alegria para a equipe HRAS – formada de médicos, técnicos, enfermeiros e fisioterapeutas- , que está à frente na luta contra o novo coronavírus, ver um paciente sair curado”, afirma.

Para o secretário de Saúde do Pará, Rômulo Rodovalho, é uma satisfação para o Estado o momento de alta. “Ficamos sempre muito felizes quando temos notícias de alta, pois o nosso compromisso é com a saúde da população. As equipes têm trabalhado incansavelmente para atingir os resultados que temos hoje e a nossa recompensa é ver que os pacientes estão retornando para as suas casas e familiares”, afirmou o titular da Sespa.

Como estratégia do governo do Estado no enfrentamento à pandemia, a partir deste final de semana, o Abelardo Santos opera com 65% de sua capacidade ao atendimento de Covid-19. “Estamos fazendo um gigantesco remanejamento de leitos de pacientes para outras unidades de saúde do Estado. Em breve, vamos focar em atender mais pacientes eletivos, adotando a segurança necessária”, observou o diretor técnico do HRAS, Paulo Henrique Ataíde.

O gestor explica ainda que o Hospital mantém todos os tratamentos da Covid-19, preconizados pelas autoridades em saúde. “Temos tanto suporte de enfermaria, quanto o de UTI. Devido ao grande porte do Hospital, podemos atender desde os pacientes com quadros mais complexos aos nefropatas (pacientes com danos nos rins)”, disse.

Aos pacientes que têm alta, vale ressaltar que o Estado oferece o Programa Triagem Pós-Covid, que atende pessoas de todas as regiões do Pará que tiveram a doença e apresentam sequelas, como alteração no paladar e olfato, ansiedade, rinite, insônia ou hipertensão arterial. O serviço é oferecido pela Policlínica Metropolitana de Belém, na avenida Almirante Barroso, sem a necessidade de encaminhamento. Basta que o paciente entre em contato com a Policlínica pela Central de Atendimento, por meio do telefone (91) 4005-0510 e pelos números de WhatsApp: (91) 98521-5110 / 98564-7638 e 98526-9319.

Apesar da mudança do bandeiramento na região Metropolitana de Belém, que passa da cor preta para a vermelha, a partir desta segunda-feira (29), as recomendações à população ainda são de cuidado. “É momento ainda de ficar em casa, usar máscaras e se proteger”, ressaltou Paulo Henrique.

Texto: Roberta Paraense/HRAS

Foto: Divulgação

Você pode gostar...