Dos 41 pacientes do Amazonas atendidos no Hospital de Campanha, 28 voltam para casa

Ansiedade e saudade da família foram os sentimentos que dominaram o amazonense Antônio Augusto, ao deixar o Hospital de Campanha

Antônio Augusto Bacelar da Silva, 38 anos, natural do município de Tefé, no Amazonas, deixou o Hospital de Campanha de Belém, no Hangar – Centro de Convenções da Amazônia, na quarta-feira (17), depois de 13 dias internado para tratamento de Covid-19. Ele foi um dos 41 pacientes transferidos do estado vizinho para a rede de saúde pública estadual do Pará.

“Meu coração está cheio de saudade, e isso só vai parar quando eu estiver em casa. Meus filhos, minha esposa e meu pai me esperam lá. Aqui o atendimento foi muito bom. Agora é só ansiedade para voltar para casa”, declarou Antônio Augusto, que integra o grupo de 28 pacientes que se recuperaram da doença e puderam voltar para casa.

De acordo com informações da Secretaria de Estado de Saúde Pública (Sespa), dois pacientes amazonenses seguem internados em leitos de terapia intensiva no Hospital de Campanha, e mais dois em enfermaria. Dos 41 que chegaram à unidade de saúde, nove faleceram.

Jorge Brasil da Silva, 58 anos, também natural de Tefé, continua o tratamento que vem recebendo desde 4 de fevereiro, quando foi internado no Hospital de Campanha. “A gente tem que agradecer a Deus, à família e a essa equipe maravilhosa que, dia e noite, não mede esforços. São uns tremendos heróis, de um cuidado com muito carinho e muita atenção. Eu só tenho a agradecer, sinceramente, porque se eu não fosse transferido não saberia te dizer o que teria acontecido comigo. Eu me cuidei de todas as formas, mas infelizmente fui infectado”, disse o paciente, que pretende ficar isolado por duas semanas após a alta médica, para só então retomar a rotina.

O Hospital de Campanha continua tratando pacientes transferidos do Amazonas para Belém

Acolhimento – “É com felicidade que comemoramos as altas. A maioria dos pacientes amazonenses que vieram para o Hospital de Campanha se curou e retorna para os seus lares. Isso é resultado do trabalho incansável de toda a equipe neste momento difícil. É importante que estejamos todos juntos na luta contra essa doença devastadora, que é a Covid-19, sempre prezando pela excelência no acolhimento e humanização”, ressaltou a diretora hospitalar Alba Muniz.

Ainda segundo a Sespa, em números gerais o Hospital de Campanha de Belém está atendendo, neste momento, 131 pacientes, sendo 60 em leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI). No total, a unidade atende 4.002 pacientes, dos quais 257 foram transferidos, 2.711 receberam alta e 896 faleceram. A taxa de ocupação de leitos de terapia intensiva está em 60%.

Texto: Carol Menezes/Secom

Fotos: Bruno Cecim/Ag. Pará

Você pode gostar...