Em Castelo dos Sonhos, novo hospital público registra nascimento do primeiro bebê

O Hospital Público Geral de Castelo dos Sonhos “João Trevian Sobrinho”, distrito distante 1,1 mil quilômetros de Altamira, na região do Xingu, comemorou, nesta terça (9), o primeiro nascimento ocorrido dentro da unidade. De parto normal e prematuro, a criança do sexo feminino L.V.S, pesou 1,3 gramas e 32 centímetros. Por ter nascido antes do tempo previsto, a bebê aguarda transferência para um centro de alta complexidade, onde receberá atendimento especializado, mas tem estado de saúde estável – o hospital não atende o gênero obstetrícia, mas passará a atender a partir do mês de março.

“Mesmo assim, conseguimos acolher e garantir a segurança e a saúde de mãe e filha. Esse hospital fica em um ponto estratégico dentro da região do Xingu, e em 2020 abriu atendendo pacientes de Covid-19 e hoje, já funciona com o perfil original recuperado para atender frequentadores e moradores do entorno da BR-163”, garante o secretário de Estado de Saúde e Segurança Pública (Sespa), Rômulo Rodovalho.

“Fiquei insegura, pois ainda não estava esperando o seu nascimento agora, mas quando cheguei aqui, me deparei com a equipe preparada, o que me tranquilizou bastante. Fiquei bem tranquila para o parto”, disse a mãe da criança, K.G.S, de apenas 18 anos. Moradora de Cachoeira da Serra, também distrito de Altamira, a mãe chegou ao hospital e, em apenas dez minutos, teve a criança.

Inaugurado em julho de 2020, o Hospital Público estava em obras desde 2014. Foi entregue com 21 leitos clínicos para internação em pediatria, ortopedia, obstetrícia, clínica cirúrgica, clínica médica e outros quatro leitos em sala de estabilização. Atende, ao mês, em média, 20 mil habitantes, incluindo o distrito de Cachoeira da Serra e as aldeias indígenas do entorno.

Com perfil de baixa complexidade e restrito a internações de pacientes do Sistema Único de Saúde (SUS) referenciados pela atenção básica dos municípios, o hospital possibilita o acesso à saúde para a população que vive em localidades à margem das rodovias BR-230 (Transamazônica) e BR-163 (Santarém-Cuiabá).

As obras, que foram iniciadas em agosto de 2014, foram concluídas pela Secretaria de Estado de Desenvolvimento Urbano e Obras Públicas (Sedop) em abril deste ano, totalizando 3.400 metros quadrados de área construída.

Texto: Carol Menezes/Secom

Fotos: Jader Paes/Ag.Pará

Você pode gostar...