Em menos de 24h, todos os 144 municípios paraenses receberam vacinas contra a Covid-19

O planejamento logístico construído entre a Secretaria de Secretaria de Segurança Pública e Defesa Social do Pará (Segup) e a Secretaria de Estado de Saúde Pública (Sespa) foi executado de forma satisfatória no território paraense. Em 12 horas, as vacinas contra a Covid-19 chegaram a todos os 13 Centros Regionais de Saúde espalhados por todas as regiões do Pará e em menos de 24 horas os imunizantes foram entregues aos 144 municípios paraenses, seja nas regiões mais próximas, como o nordeste do Estado, seja nos locais mais distantes, como Calha Norte e o Marajó.

O desafio de elaborar e colocar em prática a política de distribuição em um Estado com dimensões continentais como o Pará, não impediu que as ações do Governo de priorização à vida, fossem feitas. Um pouco mais de 12h da vacina ter chegado à Capital, os imunizantes haviam sido aplicados na terra indígena Mãe Maria, localizada em Bom Jesus do Tocantins, sudeste paraense. Rónóre Gavião de 105 anos foi a primeira indígena a receber a vacina aplicada pela neta, técnica de enfermagem Haká-Kwi Gavião.

Para levar a vacina aos quatro cantos do Pará, foi necessário o emprego e a integração de todas as forças, totalizando 1.200 agentes de segurança pública, o uso de 240 viaturas de quatro rodas, oito aeronaves, de asas fixas e rotatória, além de duas embarcações da segurança pública. Assim que as vacinas desembarcaram do helicóptero na cidade de Breves, as lanchas já aguardavam para levar as doses a Melgaço, Portel e Bagre, que são rodeadas por rios.

Assim que as vacinas chegaram às cidades polo, policiais militares já estavam a postos para fazer a escolta dos imunizantes até o seu destino final. “As vacinas chegaram e em menos de três horas que havíamos recebidos, nós já havíamos mandado o voo para Marabá e Conceição do Araguaia, extremo sul do Estado do Pará. A partir de 6h, outras aeronaves partiram juntamente com o reforço pelo meio terrestre dessa operação. O Estado possui 13 regionais da Sespa e sete foram atendidas pelo Grupamento Aéreo, o Graesp, juntamente com o grupamento fluvial de Segurança Pública e outras seis viaturas atendidas por meio terrestres. Assim que as vacinas chegaram no território paraense, foi feita a separação por regional e por município e em menos de 24 horas todos as 144 cidades do Pará puderam iniciar a vacinação. Nós comemoramos a chegada da vacina, mas tínhamos que ter um plano muito grande, muito eficiente para também compensar o atraso que tivemos no encaminhamento das doses de São Paulo até Belém”, explicou o secretário de segurança pública, Ualame Machado.

A Secretaria de Saúde montou um esquema com um total de 49 veículos – três caminhões isotérmicos, dois caminhões baú, oito pick-ups de apoio e mais 36 pick-ups locadas pela Secretaria. Desse total de 36 veículos locados, 10 ficaram na Região Metropolitana de Belém e 26 foram enviados aos 13 Centros Regionais de Saúde, sendo dois para cada, a fim de dar suporte durante todo o trabalho de vacinação.

“A Sespa realizou um trabalho intenso de organização e logística para a distribuição das vacinas nas 13 regionais de saúde e no municípios da Calha Norte e Marajó. O resultado é que já nessa terça-feira (19) todos já haviam recebido as doses e isso foi fundamental para o início e andamento da vacinação nos 144 municípios paraenses”, concluiu o secretário de saúde pública, Rômulo Rodovalho.

Texto: Aline Saavedra/Segup

Fotos: Jader Paes/Ag. Pará.

Você pode gostar...