Estado dialoga com prefeituras do Baixo Amazonas e amplia leitos para combate à pandemia

Governador em reunião online com prefeitos de cidades na divisa do Amazonas sobre o abastecimento de oxigênio da rede de hospitais

Em Santarém, para dar continuidade à campanha de vacinação contra a Covid-19, o governador Helder Barbalho participou de reunião remota com prefeitos de cidades que fazem divisa com o Estado do Amazonas para tratar do abastecimento de oxigênio da rede de hospitais. Nesta quarta, dia 20, o secretário adjunto da Secretaria de Estado de Saúde Pública (Sespa), Sipriano Ferraz, e o secretário regional de Governo do Baixo Amazonas, Henderson Pinto, vão até Faro, onde foram confirmadas hoje (19), a morte de seis pacientes em decorrência de complicações da Covid-19 e ausência de estrutura hospitalar no município, para tratar de demandas relacionadas ao atendimento da população.

Às 11h desta quarta, 20, o Barco Hospital Papa Francisco chega de Óbidos ao distrito de Maracanã, para atender moradores que estejam apresentando sintomas causados pelo vírus.

Na segunda, 18, representantes da secretaria regional de Governo e da própria Sespa já realizavam as tratativas para garantir a oferta dos insumos necessários aos infectados pelo novo coronavírus. Hoje foi a vez do próprio chefe do Executivo Estadual reunir inclusive com empresas que fornecem oxigênio para saber da situação na região.

Helder dá continuidade à vacinação e afirma que o Governo do Estado está à disposição no que cabe à gestão administrativa estadual

“As prefeituras devem ter planejamento para garantir equipes médicas e suporte de insumos. O Governo do Estado está disposição naquilo que nos cabe, mas tive a comunicação de que as empresas que fornecem oxigênio têm condições de atender, mas dependem das solicitações de cada município. E para que não haja ruído, tanto o Sipriano quanto o Henderson irão pessoalmente a Faro para discutir esse assunto, e de outros municípios próximos, como Terra Santa, Juruti”, antecipou o governador.

O Governo do Pará abriu dez leitos de Unidades de Terapia Intensiva (UTI) em Juruti, além de cinco leitos clínicos, bem como disponibilizou serviços aeromédicos e pediu à Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) autorização para pousar em Faro e realizar transferência dos pacientes que precisarem. No Hospital Regional do Baixo Amazonas (HRBA), os 20 leitos de UTI serão ampliados para 30, e Helder confirmou que, havendo necessidade, a ampliação pode chegar em 50, assim como no Hospital Regional de Itaituba.

“Esta região tem 90 leitos de UTI disponibilizados pelo Estado, estamos em diálogo para que o município possa cuidar da sua população, o que é decisivo para que não vejamos um cenário dramático. Tem leito e há oferta de oxigênio. Não podemos confundir falta de gestão e de buscar o produto com escassez, isso está longe de acontecer e por isso trabalharemos preventivamente, garantindo apoio a todos os municípios, para que cuidem de suas responsabilidades e assegurem serviços básicos à população”, reforçou o governador.

Texto: Carol Menezes/Secom

Fotos: Marco Santos/Ag.Pará

Você pode gostar...