Estado e Prefeitura de Santarém vão instalar mais uma unidade de saúde para tratamento de Covid-19

Henderson Pinto, Sipriano Ferraz e Nélio Aguiar durante a visita ao local que receberá a nova unidade de saúde

O Governo do Estado já firmou convênio com a Prefeitura de Santarém, na região oeste, visando à implantação de mais uma unidade da saúde para tratamento de pacientes com Covid-19 no município. O local escolhido para o funcionamento da unidade é o Centro Municipal de Educação Infantil (Cemei) Paulo Freire, localizado na Avenida Barão do Rio Branco, bairro Jardim Santarém, na sede municipal.

Na tarde desta sexta-feira (22), uma comitiva formada pelo secretário Regional de Governo do Oeste do Pará, Henderson Pinto; o secretário adjunto de Saúde Pública, Sipriano Ferraz; o prefeito de Santarém, Nélio Aguiar, e a secretária Municipal de Saúde, Marcela Tolentino, esteve no local, conhecendo as instalações.

Sobre a nova unidade de saúde, o secretário Henderson Pinto informou que “hoje nos reunimos com o prefeito Nélio para fazer um convênio com o município, uma parceria do Estado com a Prefeitura, para instalarmos um hospital para atender Clínica Médica, com 60 leitos. E o prefeito sinalizou o espaço da Cemei Paulo Freire, que fica próximo às demais unidades de saúde. A partir de segunda-feira (25) inicia a tramitação, para que se possa viabilizar essa unidade de saúde, e colocá-la em funcionamento o mais breve possível”.

A parceria entre Estado e Prefeitura vai ampliar o atendimento aos pacientes de Covid-19

Leitos – Henderson Pinto destacou, ainda, que o governo do Estado está ampliando o número de leitos de UTI na região Oeste. “Em Santarém, nós saímos de 10 e vamos, a partir de segunda-feira, para 40 leitos de UTI, montados no município de Santarém para atender a região. No Hospital Regional do Tapajós (em Itaituba) vamos chegar a 60 leitos, e em Juruti instalamos 10 leitos de UTI”, informou o secretário regional.

O prefeito Nélio Aguiar destacou que a situação está ficando crítica em toda a região do Baixo Amazonas, principalmente em Santarém, onde o aumento dos números de casos de Covid-19. Nesse cenário, reiterou o gestor, a nova unidade de saúde será de “grande ajuda, para não sobrecarregar ainda mais a UPA (Unidade de Pronto Atendimento) e o Hospital Regional do Baixo Amazonas”.

Texto: Ronilma Santos/SRGBA

Fotos:

Você pode gostar...