Governo assina convênio para instalação de Hospital de Campanha em Soure

Além do governador, participaram do ato o prefeito de Soure, Augusto Gouvea; de Cachoeira do Arari, Jaime Barbosa; o bispo Dom Evaristo Spengler e lideranças da região

Neste sábado (16), o governador do Pará, Helder Barbalho, assinou convênio com a prefeitura de Soure para instalação do Hospital de Campanha, que irá atender a população da região do Marajó Oriental. Serão 60 leitos, sendo 50 leitos clínicos e 10 Unidades de Terapia Intensiva (UTI).

A estrutura irá ampliar o atendimento aos pacientes em tratamento contra o coronavírus na ilha do Marajó, somando aos leitos do Hospital de Campanha de Breves, que já atende a população do Marajó Ocidental.

“A intenção é que nós possamos ampliar o atendimento aos pacientes com coronavírus fazendo com que essa estrutura possa atender aos municípios do Marajó Oriental e atender Soure, Salvaterra, Cachoeira do Arari, Santa Cruz do Arari, Ponta de Pedras, Muaná, Chaves e todos aqueles que possam ser atendidos aqui. São 60 leitos, 50 clínicos e 10 de UTI. Com isso, vamos garantir atendimento com rapidez, descentralizando e aproximando o serviço da nossa população, fortalecendo também a estrutura do interior” – governador Helder Barbalho.

Bispo da Prelazia do Marajó, Dom Evaristo Spengler

Participaram da assinatura do convênio o prefeito de Soure, Augusto Gouvea; prefeito de Cachoeira do Arari, Jaime Barbosa; o bispo da Prelazia do Marajó, Dom Evaristo Spengler, além de lideranças da região.

Na ocasião, as autoridades visitaram um possível local de instalação, um terreno amplo, já com estrutura de muro e apoio prontos que pertence à Igreja. De acordo com o prefeito do município, até o momento, as notificações são de 20 casos de Covid-19 confirmados e um óbito.

“É um desafio grande, um compromisso grande. Não é algo simples, é muito sério. Nesse momento, não podemos nos furtar do compromisso, compromisso esse do governador de olhar para a região Oriental do Marajó e ter essa confiança de nos passar essa grande responsabilidade. Vamos pedir a parceria da Igreja Católica, através do bispo Dom Evaristo. Vamos assinar esse convênio, cuidar da parte licitatória, chamamento público para, no momento mais breve possível, já oferecer esse serviço à população”, disse Augusto Gouvea.

Estrutura irá ampliar o atendimento na ilha, somando ao Hospital de Campanha de Breves, que já atende a população

O bispo Dom Evaristo Spengler agradeceu ao governo do Estado a atenção que está sendo dada à região marajoara. “O Marajó tradicionalmente já tem um histórico de menores índices de IDH do Brasil, a saúde aqui é muito precária. É necessário não só pensar em uma área do Marajó, como Breves, onde já há um Hospital de Campanha, mas nessa região oriental que ainda está desassistida. Agradecemos o governador Helder Barbalho porque está trazendo uma esperança renovada para os municípios aqui do Marajó”.

Além de Belém, o Governo do Pará também instalou Hospitais de Campanha em Breves, Marabá e Santarém. “Nós estamos chegando neste sábado a 350 leitos de UTI e, a cada dia, estamos abrindo novos leitos. Há dois dias, tínhamos 308. Portanto, nós estamos avançando a todo instante para ampliar a oferta de leitos e, com isso, colaborar com o fortalecimento do atendimento para a nossa população. Estamos olhando pela Região Metropolitana, para a nossa capital, que tem que ter toda a atenção possível para salvar a vida da população, mas entendendo que, inevitavelmente, o vírus acaba circulando e chegando às cidades menores. É por isso que estamos também dando toda a atenção devida para todas as regiões do Pará. Fiquem em casa, nos ajudem, vamos trabalhar cada vez mais para vencer o coronavírus”, pediu o governador.

Texto: Tayná Horiguchi/Cosanpa

Fotos: Marco Santos/Ag. Pará

Você pode gostar...