Governo do Estado encerra atividades no Hospital de Campanha em Breves dia 31 de julho

As atividades no Hospital de Campanha de Breves, localizado no arquipélago do Marajó, encerrarão no próximo dia 31 de julho e, a partir desta quinta-feira (23), o hospital não receberá mais novos pacientes de Covid-19. A última semana do mês será para cumprir o protocolo de cuidados da doença aos pacientes que já estão internados.

Após o fechamento do hospital, os novos casos da doença devem ser encaminhados para outros hospitais, especialmente o Hospital de Campanha montado no Hangar, em Belém.

Desde que iniciou as atividades, em 11 de maio, o Hospital de Campanha de Breves nunca teve mais de 50% de seus leitos ocupados. A estrutura foi estratégica para atender com mais agilidade pacientes vindos de Anajás, Bagre, Curralinho, Gurupá, Melgaço e Portel, localidades consideradas com pouca estrutura hospitalar. No total, são 62 leitos, sendo 48 leitos clínicos, 6 de UTI e 8 leitos clínicos pediátricos.

“O Hospital de Breves cumpriu o seu papel de levar atendimento maior para a Região do Marajó. Para chegar a Breves ou alguns municípios próximos há certa dificuldade e é preciso pegar várias horas de barco, então ter um hospital em Breves foi uma necessidade. Acreditamos que foi muito importante ter essa estrutura montada lá”, comenta Maitê Gadelha, diretora técnica da Sespa.

No dia 15 julho, aconteceu a última avaliação, na qual a equipe técnica constatou que a ocupação estava baixa e sendo feita, principalmente, por pacientes com casos leves de Covid-19.

Texto: Caroliny Pinho

Foto: Marco Santos/Ag. Pará

Você pode gostar...