Governo do Estado investe em tecnologia nos atendimentos hospitalares

Governo do Estado investe em tecnologia nos atendimentos hospitalares

2 de setembro de 2021 Off Por Roberta Vilanova

Fundação Santa Casa de Misericórdia recebeu novo tomógrafo em maio

Em 2021, o Governo do Pará segue entregando melhorias aos hospitais da rede estadual, de forma a garantir o atendimento de qualidade e descentralizado. Em maio, a Fundação Santa Casa de Misericórdia do Pará (FSCMP) colocou em funcionamento um tomógrafo de alta performance, que mais do que dobrou a capacidade atual de atendimento dessa natureza de exames de imagem, com resultados duas vezes mais precisos e mais rápidos. A estrutura representa, ainda, acessibilidade diferenciada, porque comporta pacientes de até 180Kg.

A aquisição da tecnologia faz parte de um processo de modernização do parque de imagem, iniciado ano passado, quando foram incorporados novos mamógrafos e aparelhos de raios-X.

No mesmo mês, o Hospital Regional Público do Marajó (HRPM), em Breves, também recebeu um tomógrafo novo para garantir os exames para os usuários dos municípios de Breves, Anajás, Bagre, Curralinho, Gurupá, Melgaço e Portel, representando um investimento de cerca de R$ 1,2 milhão na compra, em substituição ao antigo adquirido ainda da inauguração do Hospital Regional, em 2010.

De acordo com o titular da Secretaria de Estado de Saúde Pública, Rômulo Rodovalho, “os investimentos em tecnologia nos hospitais visam melhorar a qualidade dos serviços de saúde e promover um o diagnóstico mais preciso e com menor tempo de entrega, levando o que há de melhor na saúde para todas as regiões do Pará”.

Em junho, o setor de diagnóstico por imagem do Hospital Metropolitano de Urgência e Emergência (HMUE), em Ananindeua, foi modernizado. No total são três novos aparelhos, sendo dois de tomografia e um de ressonância magnética, que contam com tecnologia de ponta, permitindo a realização de exames mais precisos e seguros, além de garantir a qualidade dos atendimentos e serviços prestados à população paraense.

No mês seguinte, o Estado entregou, oficialmente, o novo aparelho de tomografia computadorizada ao Hospital Regional Público do Araguaia (HRPA), em Redenção. O novo equipamento tem capacidade para realizar até 1,2 mil exames por mês e auxiliará no atendimento dos moradores da região sudeste do Estado. O investimento do Estado foi da ordem de R$ 1 milhão.

Os equipamentos mais recentes no Hospital Regional Público da Transamazônica (HRPT), em Altamira, envolvem aparelhos de tomografia, em funcionamento desde janeiro de 2019; mamógrafo, desde outubro de 2020, e de colposcopia, inaugurado em agosto de 2021.

Os novos equipamentos permitem uma capacidade de quase mil exames por mês, fortalecendo o atendimento da unidade que é referência para uma população estimada em 500 mil habitantes de nove municípios que fazem parte da Região de Integração do Xingu (Altamira, Anapu, Brasil Novo, Medicilândia, Pacajá, Porto de Moz, Senador José Porfírio, Uruará, Vitória do Xingu).

“O exame foi muito tranquilo e não senti nenhuma dor ou incômodo. Desde a marcação até hoje, foi tudo muito rápido”, comentou Luciene Ferreira, de 54 anos, uma das primeiras pacientes a realizar o exame no novo mamógrafo no HRPT.

Hospital de Campanha do Hangar também recebeu novos equipamentos

Em agosto, o Hospital de Campanha do Hangar, em Belém, recebeu novos equipamentos que auxiliarão no diagnóstico por imagem de pacientes com Covid-19. São dois aparelhos, sendo um de tomografia computadorizada e o outro de radiografia, que contam com tecnologia avançada, permitindo a realização de exames ainda mais rápidos e seguros.

Com os equipamentos, o hospital avança na qualidade dos serviços prestados aos pacientes em tratamento contra o coronavírus. Além da celeridade, os aparelhos oferecem mais facilidade para diagnósticos precisos.

Rotina de cuidados – Na unidade hospitalar o fluxo de exames é constante. Os pacientes de enfermaria realizam tomografia ou radiografia a partir de indicações clínicas. Já os que estão em tratamento intensivo, diariamente. “A tecnologia se torna essencial no atendimento ao paciente, melhorando o diagnóstico, a prevenção e proporcionando ainda mais conforto durante a realização de exames, ou reduzindo processos dolorosos. Também podemos intervir com antecedência no tratamento, com práticas terapêuticas mais específicas e menos invasivas, beneficiando o paciente com uma recuperação mais rápida, evitando intervenções não necessárias”, comenta Rogério Kuntz, diretor Operacional da Pró-Saúde no Pará, entidade filantrópica que atua na gestão de hospitais públicos no Estado.

No dia 28 de agosto, o governador do Pará, Helder Barbalho, entregou o novo aparelho de tomografia computadorizada ao Hospital Regional do Baixo Tocantins – Santa Rosa, em Abaetetuba, na região do Baixo Tocantins. Com capacidade de realizar mais de 1.000 exames por mês, a aquisição do novo equipamento faz parte da política de Estado para modernização dos equipamentos públicos em saúde, no sentido de melhorar diagnósticos com resultados mais precisos.

O investimento do Estado foi da ordem de R$ 2 milhões, incluindo despesas com obra, equipamentos, mobiliários e tecnologia empregada. A iniciativa vai beneficiar, além de Abaetetuba, a população de outros 08 municípios da região do Baixo Tocantins, como Baião, Barcarena, Cametá, Igarapé-Miri, Limoeiro do Ajuru, Mocajuba, Moju e Oeiras do Pará.

Em Marabá, Hospital Regional do Sudeste do Pará (HRSP), houve a realização de compra de um novo aparelho de ressonância magnética Sespa. A entrega do equipamento, pelo fabricante, depende da importação do produto, mas a previsão estimada é que até o mês de outubro já esteja em funcionamento, permitindo cerca de 500 atendimentos mensais.

Texto: Dayane Baía/Secom
Fotos: Rodrigo Pinheiro/Ag. Pará