Governo do Pará realiza mais de 80 transferências de pacientes em duas semanas

Com o objetivo de dar suporte à população do Oeste do Pará, no combate à Covid-19, o governo do Estado realizou 81 transferências de pacientes em duas semanas. O governo ainda providenciou insumos, como 500 cilindros de oxigênio. Além da permanente articulação com as secretarias municipais, para que executem ações sobre como continuar agindo para conter a crise provocada pela segunda onda de contágio, vinda do Estado do Amazonas.

Foram realizadas a transferência de 81 pacientes, 66 deles por via aérea e 14 via fluvial, exclusivamente pela Central de Regulação da Sespa, do extremo Oeste do Pará,  para os hospitais regionais de Santarém, de Itaituba, e Juriti, entre os dias 18 e 30 de janeiro de 2021.

Segundo informa o secretário de Saúde Pública do Pará, Rômulo Rodovalho, as transferências estão sendo feitas no intuito de auxiliar aos municípios que compõem a Calha Norte, bem como evitar um colapso do sistema de saúde dos municípios daquela região.

“Essas medidas são de extrema importância para que os municípios consigam atender seus pacientes, e aqueles pacientes que estejam mais graves possam receber atendimento em uma estrutura melhor de saúde e assim continuamos salvando vidas naquela região”.

Para essas transferências realizadas de acordo com as possibilidades climáticas da região, o governo estadual tem assegurado o serviço de transporte aeromédico com quatro aeronaves, sendo dois aviões e dois helicópteros, todos para atender toda a demanda de municípios da região Oeste por leitos clínicos e de Unidade de Terapia Intensiva (UTI).

Para ajudar a conter a Covid-19 na região Oeste, o governo reativará o Hospital de Campanha em Santarém, por meio de parceria com a prefeitura local. A medida deve desafogar a procura por leitos clínicos nas Unidades de Pronto Atendimento (UPAs) e no Hospital Regional, e vai estabilizar o sistema de saúde da região.

Para reforçar o atendimento a pacientes com a Covid-19 no Oeste, o governo estadual já conta com 10 leitos de UTI em Juruti; 44 leitos de UTI adulto, quatro leitos de UTI pediátrica e três leitos de UTI neonatal, no Hospital Regional do Baixo Amazonas, em Santarém, e mais 60 leitos de UTI em Itaituba, sendo que todas as cidades também contam com leitos clínicos e ganharam reforços nos estoques de oxigênio.

Bandeiramento – A partir da próxima segunda-feira (1º), o bandeiramento no Baixo Amazonas e Calha Norte passará de vermelho para preto, o que significa lockdown para essa região. O anúncio foi feito na manhã deste sábado (30), pelo governador Helder Barbalho, por meio das redes sociais.

Texto: Melina Marcelino/Sespa

Fotos: Marco Santos e Bruno Cecim/Ag. Pará

Você pode gostar...