Governo já realizou mais de 2 mil testes contra a Covid-19 no Aeroporto de Belém

Governo já realizou mais de 2 mil testes contra a Covid-19 no Aeroporto de Belém

11 de agosto de 2021 Off Por Roberta Vilanova

A testagem é voluntária e os passageiros são abordados por técnicos da Sespa já na sala de desembarque

Instalada em 21 de julho no Aeroporto Internacional de Belém por meio de uma ação conjunta entre a Secretaria de Estado de Saúde Pública (Sespa) e o Laboratório Central do Estado (Lacen), a Central de Testagem RT-PCR para Covid-19 já realizou 2.280 testagens em pessoas que desembarcaram na capital de voos oriundos do Rio de Janeiro, São Paulo, Brasília, Belo Horizonte e Fortaleza – onde já existe circulação comunitária da variante Delta da Covid-19.

Segundo a diretora de Vigilância Sanitária da Sespa, Milvea Carneiro, a testagem é voluntária e os passageiros são abordados por técnicos da Sespa já na sala de desembarque. Na sequência, são direcionados à Central de Testagem, onde são atendidos pelos profissionais do Lacen para o preenchimento de ficha com dados pessoais e realização de coleta de Swab nasofaríngeo.

“Todo esse fluxo dura de 3 a 5 minutos e não toma muito tempo do passageiro, que fornece alguns dados e sobretudo informa onde ficará no Estado. Fizemos desta forma para tornar dinâmico esse atendimento”, explica a diretora técnica do Lacen, Valnete Andrade.

O resultado do teste é enviado para o e-mail do passageiro num prazo de até 48 horas após a coleta. Caso seja positivo para Covid-19, a equipe de Vigilância Epidemiológica do município de destino do passageiro é acionada pela Sespa, para que sejam providenciadas ações de investigação, como o monitoramento do paciente e dos seus contatos. “As amostras positivas são testadas por sequenciamento genético para pesquisa das novas variantes”, ressalta Valnete.

A Central de Testagem RT-PCR para Covid-19 já realizou 2.280 exames

O serviço prossegue por tempo indeterminado no Aeroporto Internacional de Belém durante 24 horas ao dia, de domingo a domingo, com equipes de dez pessoas atuando em cada turno. Além do Pará, somente o Aeroporto Internacional de Fortaleza, no Ceará, oferece o serviço de testagem voluntária para Covid-19 em aeroportos. Em Belém, as atividades contam com o apoio da Empresa Brasileira de Infraestrutura Aeroportuária (Infraero).

“Mesmo que a testagem seja voluntária, grande parte dos passageiros que aceitou fazer o teste aprovou a medida adotada pelo Governo do Estado, inclusive repercutindo em postagens nas redes sociais ou agradecendo por e-mail”, atesta Valnete Andrade.

Rômulo Rodovalho, titular da Sespa, avalia que o trabalho feito pela equipe de Vigilância Sanitária da Secretaria e pelo Lacen confirma o compromisso do governo estadual em combater a Covid-19 com transparência e rapidez. “Essa avaliação dos passageiros é muito importante, considerando que, desta forma, estamos fazendo uma busca ativa de pessoas com suspeita, sejam assintomáticas ou não”, destaca.

Texto: Mozart Lira/Sespa]
Fotos: Divulgação