Governo reforça hábitos saudáveis e medidas de prevenção contra a Covid-19

Governo reforça hábitos saudáveis e medidas de prevenção contra a Covid-19

5 de agosto de 2021 Off Por Roberta Vilanova

 

Praticar atividades físicas é uma atitude que valoriza a saúde física e mental

Alimentar-se de forma equilibrada e praticar atividades físicas são duas atitudes que valorizam a saúde física e mental das pessoas. Nesta quinta-feira (5), celebra-se o Dia Nacional da Saúde, e o Governo do Estado reforça a importância de adotar ou manter hábitos saudáveis e de fortalecer o cumprimento dos protocolos de combate à Covid-19.

O diretor interino técnico da Policlínica Metropolitana de Belém, Alberto Gomes Ferreira, pede que a população continue vigilante, mesmo com a redução do número de casos da doença notificados, o afrouxamento de medidas não pode ocorrer até que se tenham sinais evidentes de controle global da pandemia.

“O vírus ainda está em circulação e possui uma capacidade de mutação muito importante, por isso, não podemos negligenciar os cuidados. Faço um alerta, especialmente, aos jovens, para que fiquem atentos e tenham o cuidado adequado para não levarem o vírus para casa e transmitir para os pais ou avós, que fazem parte de uma faixa etária mais vulnerável à doença”, ressalta o diretor.

O dia 5 de agosto foi escolhido para celebrar a data, por ser o dia de nascimento do sanitarista Oswaldo da Cruz, que teve papel essencial, no começo do século XX, no combate e erradicação das epidemias da peste, febre amarela e varíola no Brasil. O Dia Nacional da Saúde foi estabelecido por meio da Lei nº 5.352

Novos hábitos – A dona de casa Samira Lima Tavares, de 39 anos, que faz tratamento pós-covid na Poli Metropolitana, após viver 7 dias de internação por conta da doença, ressalta novos hábitos.  “Se alimentar corretamente, fazer exercício físico, manter uma boa hidratação são medidas importantes que tenho feito para fortalecer meu sistema imunológico contra o vírus. Meu marido também foi hospitalizado, então, temos de tomar os cuidados necessários para não termos a doença novamente”, afirma.

A auxiliar administrativa, Andriele Gomes, 52 anos, que também faz tratamento de pós-covid na Poli desde maio deste ano, passou, em fevereiro, 20 dias internada no Hospital de Campanha do Hangar. “Ainda hoje convivo com sequelas da doença e alerto a todos para que continuem usando máscaras, lavando as mãos e evitando aglomeração”, alerta.

A professora Jaqueline Souza do Rosário reforça que após contrair a doença, é importante retomar as atividades físicas de forma gradativa e de acordo com orientação médica. “Em fevereiro deste ano tive covid-19, e o médico que me atendeu na Poli do Hangar, orientou para que, após o tratamento, voltasse a fazer atividade física, ainda que com cautela, para fortalecer o meu sistema imunológico”, ressalta.

Vigilância Sanitária – Nesta quinta-feira (5), também é celebrado o Dia Nacional da Vigilância Sanitária, que engloba um conjunto de ações capaz de eliminar, diminuir ou prevenir riscos à saúde e de intervir nos problemas sanitários decorrentes do meio ambiente, da produção e circulação de bens e da prestação de serviços de interesse da saúde.

A diretora do Departamento Estadual de Vigilância Sanitária, vinculado à Secretaria de Estado de Saúde Pública (Sespa), Milvea Carneiro, explica que a vigilância é uma das mais importantes atuações do Governo no Estado na área da saúde.

“Dentre as diversas ramificações existentes nesse setor, a Vigilância Sanitária certamente é a que mais se faz presente no cotidiano das pessoas. Isso porque está relacionada à qualidade, segurança e eficácia de uma série de produtos e serviços comercializados e oferecidos à população”, destaca a diretora.

No Brasil, a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) é responsável por criar normas e regulamentos e dar suporte para todas as atividades da área no País. É também quem executa as atividades de controle sanitário e fiscalização em portos, aeroportos e fronteiras.

Texto: Giovanna Abreu com colaboração de Roberta Paraense/Policlínica Metropolitana