Grupamento Aéreo transporta doses de vacina para Arquipélago do Marajó

Grupamento Aéreo transporta doses de vacina para Arquipélago do Marajó

2 de julho de 2021 Off Por Roberta Vilanova

A região do Arquipélago do Marajó, foi contemplada com a distribuição de 1.520 doses.

Nesta sexta-feira, 02, o Grupamento Aéreo de Segurança Pública (Graesp), vinculado à Secretaria de Segurança Pública e Defesa Social (Segup), realizou mais um transporte de vacinas para o interior do estado, em atenção ao apoio logístico para a Secretaria de Estado de Saúde Pública (Sespa). A região do Arquipélago do Marajó, foi contemplada com a distribuição de 1.520 doses.

Para o transporte, foi empregado uma aeronave e um helicóptero do tipo Esquilo, que o Graesp dispõe em sua frota. O voo com os imunizantes partiu de Belém, do hangar do Grupamento, às 7h30, com destino a Salvaterra, Soure, Santa Cruz do Arari e Cachoeira do Arari, e retorno à capital.

O empenho do Graesp, tem sido para facilitar as ações de vacinação no interior do Estado, que resultam em boas notícias como a de que o Pará é o terceiro no ranking entre os 27 Estados brasileiros, que apresentam o maior percentual de doses contra a Covid-19, aplicadas do país, conforme relatório do Ministério da Saúde (MS), divulgado na última terça-feira, 29 de junho.

O levantamento destaca que das 4.200.510 doses recebidas do Ministério da Saúde, até o dia 29 de junho, 3.972.589 doses foram enviadas pelo governo do Pará aos municípios, para serem aplicadas nas estratégias montadas pelas Secretarias de Saúde dos 144 municípios paraenses.

Dentro desta estratégia, está o apoio pelos ares, pelo Grupamento Aéreo, quanto pelas águas, com o Grupamento Fluvial (Gflu), ofertado pela Segup, e ainda por terra, com a escolta das doses promovida pela Polícia Militar. Para o secretário de Segurança Pública, Ualame Machado, o esforço das forças de segurança tem sido total desde o início da pandemia, em especial, neste momento de vacinação da população.

“O Graesp está desde o início, fazendo o transporte de todas as doses que chegaram ao Pará, para todas as regiões como Marajó, Calha Norte, Sul e Sudeste. Todos os lugares com a necessidade de apoio aéreo, fluvial ou até por escolta das polícias militar e civil, tem recebido nossa atenção, para que a vacina chegue o mais rápido à nossa população”, destaca.

Fruto desse trabalho integrado de logística, têm sido os estudos recentes, considera o secretário. “Tendo em vista a logística que estamos empregando nessa vacinação, em menos de 24h, após as vacinas chegarem ao nosso estado, conseguimos distribuir a todos os municípios do Estado do Pará. É um trabalho integrado, com ações bem acertadas, que estamos fazendo para dar celeridade na distribuição da aplicação das vacinas”, finalizou.

Texto: André Macedo/Segup