Hospital Galileu contribui para recuperação de pacientes em novo momento da pandemia

Equipe do Hospital Público Estadual Galileu, em Belém, ao lado da paciente Rosane Dias, recuperada após a internação por Covid-19

Menos de um mês depois de retomar o atendimento de casos de Covid-19, o Hospital Público Estadual Galileu (HPEG), em Belém, já contabiliza quase 140 altas médicas. São 50 leitos de enfermaria e 10 de terapia intensiva dedicados exclusivamente a pacientes com a doença, transferidos de outras unidades por meio da Central de Regulação da Secretaria de Estado de Saúde Pública (Sespa).

Neste momento, há 39 pacientes internados, sendo oito em leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI), ala que tem 80% das vagas em uso. A taxa de ocupação de leitos clínicos está em 39%. O hospital reabriu o perfil covid em 16 de março, e desde então, 30 pacientes foram transferidos. Foram registrados 138 altas e 25 óbitos na unidade.

A autônoma Rosane Dias, 25, passou dois dias internada no distrito de Mosqueiro, em Belém, onde mora, até ser transferida para o Galileu. Ela foi a centésima alta registrada na unidade desde o dia 16 de março, depois de uma semana hospitalizada, sendo que por quatro dias ficou recebendo oxigênio direto.

“Foi muito bom, fui muito bem atendida, por excelentes médicos, técnicos de enfermagem que ajudaram em tudo. Eu chegava a fazer três vídeochamadas por dia para falar com meu filho, minha família. Foi um tratamento que fez muita diferença”, afirmou a paciente, que finaliza a recuperação dela em casa. “Meu conselho é que ninguém demore a procurar ajuda se tiver os sintomas, porque é uma doença muito difícil”, advertiu.

Outro paciente recuperado é José Alves, 53, morador de Ananindeua. “Fiquei uma semana na Unidade de Pronto Atendimento (UPA) até me transferirem. Cheguei de ambulância, no oxigênio e só no dia seguinte fui entender que estava no Hospital Galileu”, lembra.

Após 11 dias de internação, José Alves recebeu alta, em 6 de abril. “O atendimento é excelente, sempre tem alguém perto para ajudar. Eu tenho certeza que se não tivesse aparecido esta vaga eu não estaria aqui agora, contando essa história. Muito obrigado a Deus e ao Hospital Público Galileu”, reconheceu.

Estrutura – O titular da Sespa, Rômulo Rodovalho, reforça que o governo do Estado tem trabalhado incansavelmente desde o início da pandemia para salvar vidas. “É muito satisfatório saber que, em menos de um mês de trabalho, desde o inicio desta nova alta de infecções, já estamos registrando 138 altas de pacientes que puderam retornar para suas famílias. Esses números mostram a dedicação de nossas equipes”, avaliou ele.

No ano passado, entre os meses de abril e junho, o HPEG recuperou 145 pacientes da Covid-19. A unidade, durante 49 dias, atuou de forma exclusiva no atendimento dos casos envolvendo o novo coronavírus.

“A capacidade do hospital e dos nossos colaboradores em se adaptar ao novo perfil de pacientes contribuiu diretamente para atingirmos este quantitativo expressivo de altas. Sabemos que os desafios são muitos, mas com a capitação de cada profissional e amor ao próximo, iremos superar com maestria todos eles. Temos a certeza de que esse número só irá aumentar”, informa Thiago Zaché, diretor hospitalar do Hospital Público Estadual Galileu.

Texto: Carol Menezes/Secom

Foto: Divulgação

Você pode gostar...