Hospital Galileu estimula pacientes a planejar o futuro

Pacientes do Hospital Público Estadual Galileu, em Belém, participam de uma das ações de incentivo ao autocuidado

O autocuidado de pacientes e colaboradores foi o foco das ações que promoveram o debate sobre saúde física e mental para o bem-estar, conduzidas pela equipe multiprofissional do Hospital Público Estadual Galileu (HPEG), em conjunto com o setor de humanização.

O Dia Nacional da Saúde (5), data que lembra a atuação do médico e cientista Oswaldo Cruz inspirou as atividades no HPEG. Supervisora de humanização do Hospital Galileu, Lidiana Sousa explicou que as ações auxiliam a reflexão sobre as necessidades de atenção à saúde.

“São práticas que já estão presentes no dia a dia do hospital e que auxiliam na relação do paciente e dos colaboradores”, ressalta.

O Hospital Galileu prima pela qualidade assistencial por meio da humanização, com um ambiente mais acolhedor e seguro aos pacientes.

ALIMENTAÇÃO SAUDÁVEL

Na palestra sobre “Alimentos de Verdade”, a equipe de Nutrição mostrou a importância de fazer da alimentação saudável um hábito diário.

“É importante dar preferência aos alimentos naturais ou que sejam menos processados, além de utilizar óleos, gorduras, sal e açúcar em pequenas quantidades”, explica Talita Lobato, nutricionista do Galileu.

Nildo Nunes participou da palestra, enquanto aguardava a consulta da esposa. “Faço o possível para ter uma alimentação boa, evitando gorduras e alimentos muito processados e dou preferência aos naturais”, disse ele.

EMOÇÕES DURANTE A INTERNAÇÃO

A forma como o paciente vivencia a internação é delicada e, em muitos casos, necessita de acompanhamento profissional. No Galileu, uma equipe multiprofissional estimula a consciência dos pacientes para a importância da saúde mental.

O projeto “Árvore dos Sonhos”, por exemplo, usa o artesanato como terapia. Danielle Pereira, terapeuta ocupacional, explica que o projeto busca representar o sonho de cada paciente após a alta médica.

“Percebemos que alguns pacientes acabam não tendo sonhos e planos para quando saírem daqui. Por isso, com essa atividade, queremos propor essa perspectiva para o futuro e que eles consigam lidar com o emocional também”, explica.

O Hospital Público Estadual Galileu é uma unidade de retaguarda para pacientes de traumas ortopédicos. Em 2019, realizou 125 mil atendimentos, sendo 7.872 consultas especializadas, 4.274 internações, 54.077 exames, 3.314 cirurgias e 56.288 atendimentos multiprofissionais.

SERVIÇO: O Hospital Público Estadual Galileu fica na rodovia Mário Covas, 2672, no bairro do Una, Belém.

Texto: Rafaela Palmieri/HPEG

Foto: HPEG

Você pode gostar...