Hospital Regional do Marajó passa a atender casos de Covid-19

O Hospital Regional Público do Marajó (HRPM), em Breves, está implantando 13 leitos com o objetivo de tratar casos graves de Covid-19. Desse total, seis são leitos clínicos e os demais de Unidade de Terapia Intensiva.

O HRPM é uma unidade do governo do Estado que presta assistência de média e alta complexidade aos usuários do Sistema Único de Saúde (SUS) vinculados ao 8º Centro Regional de Saúde (8º CRS). Sendo assim, a medida do governo estadual beneficiará pacientes encaminhados pelas Secretarias de Saúde de Breves, Anajás, Bagre, Curralinho, Gurupá, Melgaço e Portel, Soure, Salvaterra, Santa Cruz do Arari, Muaná, Ponta de Pedra, Afuá, Chaves e São Sebastião da Boa Vista.

A assistência aos pacientes de Covid-19 não vai alterar a rotina do hospital. Em ala reservada, a gestão do HRPM destinou equipe exclusiva para assistência de pacientes com Covid-19 em estado grave, composta por 41 profissionais, entre médicos, enfermeiros, técnicos de enfermagem e fisioterapeutas, além de auxiliares de higiene e limpeza. “A instituição já está habilitada para responder às demandas da doença com profissionais qualificados, estrutura e boas práticas de gestão”, destaca o secretário de Saúde do Pará, Romulo Rodovalho.

Durante a primeira onda da Covid-19, em 2020, a unidade foi um dos 11 hospitais estaduais de referência ao combate da Covid-19 para assistência aos casos graves/críticos da Região Marajoara (Marajó I e II).

O titular da Sespa também lembra que, conforme a necessidade, pacientes com coronavírus podem ainda ser transferidos a Belém e que o HRPM continuará atendendo normalmente pacientes referenciados em politrauma e gestação de alto risco, além dos eventuais procedimentos ambulatoriais já prestados.

A oferta de leitos para Covid-19 no HRPM compõe a estratégia do governo do Estado em reforçar a assistência aos pacientes da doença que necessitam de internação. Desde o dia 2 de março, com a mudança de bandeiramento no Estado para cor vermelha, de alto risco de transmissão, o governo vem trabalhando fortemente na ampliação de leitos. Ao todo, daquela data até hoje, os leitos estaduais para atendimento exclusivo Covid subiram de 1.055 para 1.443, sendo 88 clínicos e 555 UTIs.

Texto: Mozart Lira/Sespa

Foto: Ascom/HRPM

Você pode gostar...