Idosos recebem a segunda dose da vacina contra a Covid-19

O aniversariante Airton após a segunda dose da vacina

O “Parabéns pra você”, cantado por enfermeiros no Campus IV da Universidade do Estado do Pará (Uepa), foi especial na manhã de hoje, 24 de fevereiro, para Airton de Lima Muniz. Além de celebrar o aniversário de 86 anos, o idoso recebeu a segunda dose da vacina contra a Covid-19. Para ele, “é um presente” e para o filho, Marcelo, é motivo de comemoração. O campus onde funciona a Escola de Enfermagem Magalhães Barata é um dos 14 postos de vacinação de Belém que atende os idosos com 85 anos ou mais, aptos a receber a segunda dose da vacina contra a Covid-19.

A supervisora da Secretaria Municipal de Saúde (Sesma), Camilla Lisboa, explica que “mesmo depois dos 15 dias, é importante ter todos os cuidados que a gente já está acostumado, porque essa vacina protege os idosos, mas não existem estudos que falam que a pessoa vacinada não pode transmitir a doença, então para se proteger e proteger o outro, não se pode dispensar o uso da máscara, álcool em gel e, de preferência, ficar em casa”.

Durante a manhã, os idosos que receberam a imunização declararam satisfação pelo momento.“Agora estou mais tranquilo. Já sei que tenho mais 90 anos pela frente”, avisa o aposentado Ricardo Cumaru Araújo, que completa 91 anos em alguns dias.

Dulcelinda Moura

A dona Dulcelinda Moura, de 85 anos, também disse que está feliz com a segunda dose. A neta Loren Moura, que a acompanhou até o campus IV da Universidade descreve o momento como “uma sensação de alívio, de gratidão ao governo e a ciência, sou muito grata pelo potencial científico do Brasil”. Ela também conta que a família manteve a idosa sob todos os cuidados, inclusive com alguns parentes distantes para preservar o isolamento. Devido às medidas de prevenção, ninguém foi afetado pelo novo Coronavírus na residência onde elas vivem com mais quatro pessoas.

Luiz Wanzeler aproveitou o sistema drive-thru para levar a vizinha, Nazaré Feijó, para tomar a segunda dose. “A minha vizinha tem 86 anos e mora sozinha, então eu e minha família temos ajudado com as compras para ela, desde o início da pandemia. Quando começou a vacinação, trazer ela também era uma forma de contribuir, uma forma de ajudar para que as pessoas não se contaminem”. A vizinha elogiou a atitude solidária: “vizinho maravilhoso, minha salvação!”.

Nessa segunda etapa, o cadastro é mais rápido, mas ainda é necessário apresentar a documento de identidade, CPF, carteira que mostra a vacinação da primeira dose e comprovante de residência. Apresentar o cartão SUS é opcional. O serviço segue aberto ao público, para pedestres e em sistema drive-thru, até sexta-feira, 26 de fevereiro, das 9h às 17h.

Serviço:

Vacinação da segunda dose para idosos de 85 anos

Data: de 24 a 26 de fevereiro de 2021

Hora: 9h às 17h

Local: Escola de Enfermagem Magalhães Barata – Campus IV da Universidade do Estado do Pará (Uepa)

Endereço: Av. José Bonifácio, 1289. Bairro do Guamá

Texto: Marília Jardim/Uepa

Fotos: Nailana Thiely/Uepa

Você pode gostar...