Navio da Policlínica Itinerante inicia serviços em Ponta de Pedras, no Marajó

Mais de 30 profissionais de saúde estão envolvidos na ação de saúde

O Governo do Pará iniciou, nesta terça-feira (9), mais uma ação estratégica específica de combate ao novo coronavírus. Um navio da Policlínica Itinerante com estrutura exclusiva de serviços começou a atender moradores do município de Ponta de Pedras, no arquipélago do Marajó. O atendimento é direcionado para pessoas que apresentam sintomas leves e moderados de Covid-19. Até o próximo dia 17 de junho, a embarcação vai percorrer mais nove municípios marajoaras. Ao todo, são 32 profissionais envolvidos na ação.

Em Ponta de Pedras, o atendimento à população começou pontualmente às 8h30 desta terça. Francisco Santos, 55 anos, que trabalha com o extrativismo de açaí desde os 18 anos, na Ilha Fortaleza, distante 30 minutos de barco do centro da cidade, foi o primeiro paciente a entrar no navio. Para ele, poder contar com a estrutura de serviços é necessário para a população do município.

Moradores passam por uma triagem e, em seguida, são atendidos por médicos e fazem os exames necessários

“Estou com dores nas costas há umas duas semanas e resolvi procurar o atendimento. No meu caso, fiz o teste rápido e graças a Deus deu negativo. O médico receitou remédio e vou voltar para casa feliz”. E completa. “Cheguei cedo e o atendimento foi muito rápido, os profissionais foram atenciosos. Não tenho do que reclamar”, conclui.

Durante o atendimento, os moradores passam por uma triagem, que é realizada por enfermeiros e técnicos de enfermagem. Os profissionais verificam a pressão arterial, saturação e glicemia. Após a primeira etapa, passam por consultas médicas e exames laboratoriais e de imagens, além de receberem medicação, caso necessário.

Moradora de Ponta de Pedras, Maria Francisca Dias foi uma das pessoas atendidas

“São cinco médicos atendendo a população local e, se for necessário fazer raio-x do pulmão, o paciente é encaminhado para fazer o procedimento e levado em uma ambulância. O serviço é completo e o paciente é acompanhado em cada etapa. A gente preza pelo atendimento humanizado” – David Aires, coordenador da ação em Ponta de Pedras.

Maria Francisca Dias, moradora do município, aprovou a iniciativa e o atendimento que recebeu dos profissionais de saúde. “É importante saber o que a gente tem com quem contar. Fui muito bem tratada. Está tudo aprovado”, garantiu Dias, que fez o teste rápido para Covid-19, com resultado negativo.

David Aires, coordenador da ação em Ponta de Pedras

Em casos de diagnósticos de pacientes com sintomas mais graves, a equipe local da ação providencia a transferência, por meio de helicóptero, para a rede hospitalar pública na capital. O serviço aéreo está sendo prestado desde o início da pandemia.

No total, dez cidades vão receber os serviços, que também contam com ação terrestre em quatro municípios: Bagre, Melgaço, Curralinho e Oeiras do Pará. A ação da Policlínica Itinerante é realizada dentro de um navio cedido pela Empresa de Navegação Bom Jesus.

Atendimentos no navio itinerante: 

Ponta de Pedras: 9 e 10/06
Local: Trapiche de Ponta de Pedras

Muaná: 11 e 12/06
Local: Trapiche de Muaná

São Sebastião da Boa Vista: 13 e 14/06
Local: Trapiche de São Sebastião da Boa Vista

Cachoeira do Arari: 15 e 16/06
Local: Trapiche de Cachoeira do Arari

Soure e Salvaterra: 16 e 17/06
Local: Trapiche de Soure.

Atendimento terrestre:

Bagre: 08/06 – já ocorreu
Local: Escola Antônio Farias Filho, bairro Veterano

Melgaço: 09/06
Local: Escola Tancredo Almeida Neves, bairro Centro

Curralinho: 10/06
Local: Escola Municipal Francisco Chagas, bairro Centro

Oeiras do Pará: 11/06
Local: Escola Municipal Raimundo Arcanjo, bairro Marapirá.

Texto: Rodrigo Reis/Emater

Fotos: Jader Paes/Ag. Pará

Você pode gostar...