No Dia Mundial da Doença de Chagas, Pará registra redução de adoecimentos e mortes

Evento quer informar, prevenir e combater a Doença de Chagas

No Dia Mundial da Doença de Chagas, nesta quarta-feira (14), a Secretaria de Estado de Saúde Pública (Sespa) promove evento on-line de alerta para a importância das medidas de prevenção da doença que, no Pará, tem como principal forma de transmissão o consumo de alimentos contaminados, em especial o açaí.

Os números de casos de Doença de Chagas no Pará  tem diminuído nos últimos anos. Em 2019, foram 286 casos confirmados e 7 óbitos, já em 2020 foram 215 casos e um óbito. Foi uma redução de 85,7% nos números de mortes. Nos primeiros três meses de 2021 já foram notificados 35 casos, redução de 49,2% em relação ao mesmo período de 2020.

O evento sobre o Dia Mundial de Combate à Doença de Chagas: Informar, Prevenir e Combater será realizado nesta quarta-feira (14), às 9h, pelo canal do Youtube do Cosems-PA. Vai contar com a participação de Ana Yecê Pinto, pesquisadora/infectologista do Instituto Evandro Chagas; Adriana Tapajós, diretora do Departamento de Controle de Endemias da Sespa; e da médica cardiologista, Dra. Dilma Souza.

Para Eder Monteiro, coordenador de Doença de Chagas da Sespa, o evento vai ser direcionado para profissionais de saúde dos 144 municípios do Estado.

“Vai ser um evento em que vamos divulgar a segunda edição do Manual de Diagnóstico e Tratamento da Doença de Chagas, que será disponibilizado virtualmente por um link e também será impresso e entregue para os municípios. Vamos também fazer o lançamento da campanha ‘Chagas mata, previna-se!’, elaboramos cartazes e folders, e junto com a Vigilância Sanitária vamos fazer um trabalho de divulgação para os profissionais de saúde e para a população em geral”, informa  Eder.

Segundo Eder, no Pará a rede de atendimento básico está sempre alerta para diagnosticar  a doença de maneira precoce. “Temos uma rede que consegue diagnosticar e tratar esses pacientes com rapidez e agilidade, mas para isso a gente faz trabalhos em parceria com outros setores, como a vigilância sanitária com relação à prevenção, trabalhamos com todas as regionais de saúde orientando os profissionais sobre quais os sintomas suspeitos, para eles serem mais assertivo no diagnóstico”.

SINTOMAS – Fique atento aos sintomas da Doença Chagas. Se você apresentar esses sintomas, procure uma unidade de saúde o mais rápido possível: Febre persistente; dor de cabeça; Inchaço: Dores no corpo; Falta de ar e falta de disposição.

HISTÓRIA – Foi em 1909 que o médico Carlos Chagas, pesquisador do Instituto Oswaldo Cruz (IOC/Fiocruz) identificou, pela primeira vez, o parasito Trypanosoma cruzi, causador da infecção, em uma paciente moradora da cidade de Lassance, em Minas Gerais. De acordo com a revista científica “Memórias do Instituto Oswaldo Cruz”, a descrição do ciclo da doença de Chagas foi um dos feitos mais emblemáticos da ciência brasileira. Além de caracterizar o agente causador da infecção e o conjunto de sintomas, Carlos Chagas identificou o inseto transmissor: o triatomíneo, popularmente conhecido como barbeiro.

Texto: Melina Marcelino/Sespa

Você pode gostar...