Operação integrada fiscaliza cumprimento do decreto estadual para prevenir a Covid-19

Com a atualização do Decreto Nº  800, válido a partir desta sexta-feira (29), a operação ‘State Care’ ampliou o seu papel de fiscalização, atuando também em ônibus e estabelecimentos comerciais da capital e interior do estado. A ação foi definida ontem, pelos órgãos que compõem o Sistema de Segurança Pública e Defesa Social do Estado (Sieds).

Na capital paraense, participaram das fiscalizações as polícias Civil e Militar, a Secretaria de Estado de Saúde (Sespa), o Corpo de Bombeiros Militar, Guarda Municipal de Belém e Superintendência de Mobilidade Urbana de Belém (Semob).

ela manhã, motoristas e passageiros de 53 coletivos urbanos de Belém foram orientados sobre a obrigatoriedade e uso correto da máscara, sobre a observação da lotação máxima dos ônibus e outras medidas previstas no decreto. Também foram realizadas,  pelo Corpo de Bombeiros Militar, vistorias em alguns pontos importantes do Terminal Rodoviário com orientações aos funcionários e passageiros. A ação também se estendeu às paradas de ônibus ao longo da avenida José Malcher e ao complexo Ver-o-Peso, os agentes da Vigilância Sanitária fiscalizaram barracas de vendas de frutas e alimentos, orientando comerciantes e barraqueiros.

Paralelamente, equipes iniciaram a mesma ação, partindo do Estádio Olímpico do Pará, Ginásio Almir Gabriel, em Ananindeua, e Ginásio de  Marituba.

“O desencadeamento da operação foi simultâneo em todo o território estadual com o objetivo de frear a proliferação da Covid-19 e para que a sociedade paraense possa restabelecer sua saúde o quanto antes. Dessa forma, o Governo do Estado e a Secretaria de Estado de Segurança Pública clamam pela consciência da população”, explicou o secretário adjunto de Operações da Segup, coronel Alexandre Mascarenhas.

A operação ‘State Care’ se estende, pelos menos, pelos próximos 15 dias, seguindo o prazo de vigência do decreto. Para denunciar pessoas ou estabelecimentos que estejam descumprindo o decreto, o cidadão pode entrar em contato pelo Disque-Denúncia (181)  ou pelo Disque-Denúncia no Whatsapp (91) 98115-9181, números válidos para todos os municípios paraenses. Nos dois casos é possível manter sua identidade em sigilo.

Texto: Taiane Figueiredo/PM

 

Você pode gostar...