Paciente atendido na Policlínica Itinerante no Marajó é transportado para Belém pelo Graesp

A aeronave pousou em São Sebastião por volta das 16h40 e decolou às 17h15 rumo ao Hospital de Campanha de Belém

Uma aeronave do Governo do Pará transportou, na tarde deste sábado (13), de São Sebastião da Boa Vista, município do Arquipélago do Marajó, para o Hospital de Campanha de Belém, no Hangar – Centro de Convenções da Amazônia, um paciente que procurou a equipe da Policlínica Itinerante, que presta serviços no município, em busca de ajuda. A aeronave pousou no município por volta das 16h40 e decolou às 17h15 rumo ao Hospital de Campanha. A ação somente foi possível pela parceria entre a coordenação da Policlínica Itinerante e o Grupamento Aéreo de Segurança Pública do Pará (Graesp).

“Que alívio. A equipe mobilizou rapidamente a transferência para Belém, tudo em tempo recorde. A família ficou muito aflita, mas tudo deu certo. Só tenho a agradecer ao Governo do Pará pela assistência. Foi fundamental. Agora meu irmão está bem assistido”, disse Dilva Santos, irmã do paciente, que acompanhou o embarque.

Kelly Mendes, técnica do TerPaz (Programa Territórios pela Paz), que integra a equipe, esteve ao lado do paciente durante todo o processo. “Em casos mais graves, o primeiro passo é levar o paciente até o Hospital Municipal para estabilizá-lo, e então providenciar o apoio do Graesp”, informou.

O trabalho realizado pelo Graesp, vinculado à Secretaria de Estado de Segurança Pública e Defesa Social (Segup), tem sido fundamental desde o início da pandemia, seja para transportar medicamentos, amostras para teste de Covid-19 e pacientes do interior que necessitem de internação em hospitais da capital paraense.

São Sebastião da Boa Vista é o terceiro município a receber os serviços da Policlínica Itinerante do Governo do Pará, que equipou um navio com 32 profissionais para atender a população do arquipélago marajoara. O objetivo é oferecer assistência médica diferenciada para evitar o agravamento de casos da Covid-19, a partir de atendimento rápido e eficaz para pessoas que apresentam sintomas leves e moderados da doença. Após a consulta, caso seja receitado, o paciente recebe os medicamentos para tratamento da Covid-19.

Neste primeiro dia de atendimento foram realizadas 168 consultas médicas, 68 testes rápidos e 26 exames PCR (coleta de secreção), e entregues 112 medicamentos.

Atendimento aprovado – A pensionista Jaira Tavares, 36 anos, procurou a Policlínica Itinerante porque há 10 dias tem febre e falta de ar. “Quando soube que o navio com os serviços estava na cidade não pensei duas vezes e procurei atendimento. Vou levar remédios para casa”, contou Jaira, que aprovou o atendimento recebido: “É 10! Tanto é que já liguei para alguns familiares para que também procurem o atendimento”.

Acompanhado dos cinco filhos, o servidor municipal Kildare Campos recebeu medicamentos para fazer o tratamento em casa. Ele e dois filhos fizeram teste rápido e o diagnóstico foi positivo. “Agora é se cuidar em casa e seguir à risca o que o médico recomendou. Agradeço ao esforço do Governo do Pará em proporcionar serviços de qualidade para a população de São Sebastião da Boa Vista”, ressaltou o servidor.

Dedicação – Um dos 32 profissionais que trabalham no Marajó é o farmacêutico Sávio Pereira, da Secretaria de Estado de Saúde Pública (Sespa). Sávio reforça que, além de poder contribuir para salvar vidas, a ação o ajudará a crescer como profissional e pessoalmente. “A gente aprende muito com o povo do interior. São pessoas educadas e solícitas. Sempre nos recebem bem e todos que estão envolvidos na ação tentam retribuir da melhor maneira possível. A vivência está sendo incrível”, afirmou.

A embarcação da Policlínica Itinerante fica em São Sebastião até este domingo (14). Na segunda-feira (15), o serviço chega ao município de Cachoeira do Arari; no dia 16, a Salvaterra e, por último, no dia 17, a Soure.

Texto: Rodrigo Tavares/Emater

Foto: Carlos Tavares/Ag. Pará

Você pode gostar...