Policlínica do Hangar segue com atendimento de casos leves e moderados de Covid-19

A Policlínica Itinerante instalada no Hangar – Centro de Convenções de Belém –  continua atendendo a população na ocorrência de casos leves e moderados de Covid-19.  Desde que foi instalada pelo Governo do Pará, em 31 de outubro do ano passado, já atendeu 40.139 mil pessoas. Oferecido de segunda a sexta-feira, de 8 às 17 horas, e aos sábados, de 8 às 13 horas, o serviço conta com a capacidade de realizar até 300 atendimentos por dia.

Medida tomada pela gestão estadual desde o início da pandemia da Covid-19, as policlínicas têm garantido o atendimento à saúde de pessoas com casos suspeitos da doença, e evitado o agravamento da doença e a consequente internação hospitalar.

Para ser atendido na Policlínica do Hangar, o paciente não precisa de encaminhamento: basta levar um documento de identificação oficial. Caso apresente sintomas mais severos, como falta de ar, a recomendação é que busque imediatamente atendimento nas Unidades de Pronto Atendimento (UPAs) e prontos-socorros, atrelados às prefeituras, que são a porta de entrada para a assistência à doença.

O secretário de Saúde do Pará, Rômulo Rodovalho, explica que é importante que a população saiba que os atendimentos seguem acontecendo normalmente na policlínica do Hangar, sobretudo pra quem tiver sintomas leves e moderados de Covid-19, como febre baixa, dor de cabeça, perda de olfato e paladar, tosse e coriza. “A pandemia não acabou e que é essencial que todos continuem mantendo os protocolos de segurança, higienização das mãos, uso correto da máscara e manter o distanciamento social”, aconselha.

Cuidados – No sentido de intensificar essas orientações, a Sespa já emitiu um Alerta Sanitário sobre Férias Escolares, chamando a atenção da população para que não abandone as medidas preventivas contra a Covid-19, nos momentos de lazer e descontração, durante o mês de julho, visto que os protocolos de prevenção ao coronavírus estão mais flexíveis se comparados aos adotados no ano passado. O avanço da vacinação, que colocou o Pará como o terceiro estado no ranking nacional da imunização, tem provocado a provoca a queda da taxa de contágio e de internações. Com esse cenário, o bandeiramento determinado pelo governo do Estado liberou o acesso a praias, balneários e similares, sem restrição de horários.

O Painel de Monitoramento da Covid-19 aponta que o Pará notificou até este domingo (4), 556.694 mil casos da doença com 15.587 óbitos. Novos casos e mortes vem sendo registrados diariamente. “Vamos fazer a nossa parte mantendo a vigilância epidemiológica e a assistência aos pacientes por meio da policlínica do Hangar, mas é fundamental que a população colabore, para evitar que os números de casos de Covid-19, voltem a aumentar no nosso Estado”, pediu o secretário Rômulo Rodovalho.

Apesar de parte da população estar vacinada, ainda permanece o risco de contágio e reinfecção, uma vez que estão em circulação novas variantes do vírus SARS-CoV-2, como a Delta, que surgiu na Índia.  Com isso, a Sespa recomenda que a população não abandone o uso da máscara porque, mesmo as pessoas que já foram vacinadas, ainda têm a possibilidade de contrair e transmitir a Covid-19.

Serviço:  a unidade da Policlínica Itinerante, no estacionamento do Hangar, na avenida Doutor Freitas com a avenida Brigadeiro Protázio, em Belém, os atendimentos prosseguem das 8 às 17 horas, de segunda a sexta-feira, e aos sábados, das 8 às 13 horas.

Texto: Mozart Lira/Sespa
Fotos: Rodrigo Pinheiro/Ag. Pará

Você pode gostar...