Policlínica Itinerante atende moradores de Primavera e Terra Alta

População procura pelo atendimento e aprova os serviços da Policlínica

O nordeste paraense já está recebendo a estrutura completa da Policlínica Itinerante neste fim de semana. Desde sexta-feira (17), das 8h30 às 17h30, moradores do município de Primavera têm acesso ao atendimento da unidade móvel de saúde do Governo do Pará. Neste sábado (18), iniciaram os atendimentos também no município de Terra Alta. O serviço móvel é exclusivo para pessoas com sintomas leves e moderados da Covid-19.

“Os serviços oferecidos no nordeste paraense são iguais aos que oferecemos na Região Metropolitana de Belém e nos outros municípios. Um atendimento humanizado, tratando com respeito e dignidade todos os que procuram pelo atendimento oferecido pelo governo”, informou a coordenadora da Policlínica itinerante, Alessandra Amaral.

João Evangelista Viana, 69 anos, foi atendido no primeiro dia da ação em Terra Alta, e aprovou a chegada da estrutura móvel no município. “Estou muito agradecido a todos que colaboraram, diretamente e indiretamente, para deslocar essa ação para o nosso município. Os médicos me deram todas as orientações, com muito prazer e atenção”, afirmou.

“O atendimento foi maravilhoso. Rápido, sem aglomeração. Profissionais muito atenciosos com a nossa saúde. Uma ação muito importante para o município de Terra Alta”, ressaltou Juliana Lima, 20 anos, outra beneficiada pela ação. O atendimento humanizado também foi destacado por João Carlos da Silva, morador de Primavera. “Recebi atendimento de uma ótima equipe profissional e técnica. O povo de Primavera estava realmente precisando dessa ação, e nós, moradores, não podemos perder essa oportunidade”, acrescentou Juliana Lima.

Desde quinta-feira (16) até o domingo (19), a Policlínica Itinerante também está presente nos bairros da Pratinha e da Cidade Velha, em Belém, e no bairro Atalaia, em Ananindeua. “Em média, realizamos de 150 a 200 atendimentos por dia, mas já percebemos a diminuição da procura na Região Metropolitana de Belém, graças às ações assertivas realizadas pelo governo do Estado desde o início da pandemia”, frisou a coordenadora.

Queda – O número de casos de Covid-19 segue em queda no Pará. Segundo Alessandra Amaral, com base na classificação definida pelo Governo do Estado (Decreto nº 800, de 31 de maio de 2020), o Pará já saiu da chamada zona intermediária, representada pela cor amarela, e prossegue na zona azul, demonstrando a diminuição do número de casos da doença. “Isso é muito favorável e demonstra a eficácia do trabalho que está sendo realizado. O Estado do Pará já teve reconhecimento nacional pelo trabalho diferenciado no enfrentamento à Covid-19”, ressaltou a coordenadora.

Exames para diagnosticar a Covid-19 integram a estrutura da Policlínica Itinerante

A Policlínica Itinerante começou a atuar desde o último dia 14 de maio, com o objetivo de expandir os atendimentos por todo o Estado e aumentar o combate ao novo coronavírus. As unidades móveis já passaram por 70 dos 144 municípios do Pará, registrando mais de 57 mil atendimentos.

Os atendimentos da Policlínica Itinerante incluem triagem, consulta, encaminhamento para exames complementares e entrega de medicamentos, seguindo os protocolos do Ministério da Saúde, além da distribuição de kits de higiene bucal, de máscaras e de sopa para quem aguarda atendimento.

Serviço: Atendimento da Policlínica Itinerante para sintomas leves e moderados de Covid-19

BELÉM E ANANINDEUA – Período: 16 a 19 de julho

Bairros de Belém:

Pratinha – Escola Paulo Fonteles de Lima (Avenida Arthur Bernardes, Passagem São José)

Cidade Velha – Escola General Gurjão (Rua Triunvirato, entre Avenida 16 de Novembro e Rua Ângelo Custódio)

Bairro de Ananindeua:

Atalaia – Escola Vila Esperança (BR-316, KM-08, Rua A da Vila Esperança)

NORDESTE PARAENSE

Primavera (17 e 18/07) – Escola Estadual de Ensino Fundamental e Médio Manuel Lobato, na sede municipal. Endereço: Rua Bartolomeu dos Santos, s/n.

Terra Alta (18 e 19/07) – Escola Inácio Passarinho (Travessa São Francisco, s/n, Centro)

Texto: Giovanna Abreu/Secom

Você pode gostar...