Policlínica Metropolitana retoma no sábado atendimento exclusivo para pacientes com sintomas de Covid-19

Policlínica Metropolitana

A Policlínica Metropolitana de Belém retoma o atendimento exclusivo para pacientes com sintomas de Covid-19 neste sábado (06). Serão 600 atendimentos por dia, de domingo a domingo. O governador Helder Barbalho anunciou, nesta quinta-feira (4), a reabertura da Policlínica Metropolitana para atender novamente pessoas com sintomas de infecção pelo novo coronavírus e a ampliação de leitos exclusivos para tratamento desses pacientes.

O governador também visitou o Hospital de Campanha de Belém, no Hangar, e a Policlínica Itinerante que funciona no estacionamento do Hangar, para verificar a situação e ampliação dos serviços.

Segundo Helder Barbalho, o objetivo da reabertura da Policlínica Metropolitana é ampliar o atendimento de casos leves e moderados de pessoas com sintomas de Covid, e assim dar suporte à rede básica de saúde dos municípios da Região Metropolitana de Belém.

Governador Helder Barbalho determinou a retomada do atendimento exclusivo para pacientes de Covid na Policlínica Metropolitana

“O atendimento na Policlínica Metropolitana já inicia neste sábado, com 600 atendimentos por dia, de domingo a domingo. Com essa abertura, e mais os três polos de atendimento que já estão funcionando no Mangueirinho, Hangar e NEL (Núcleo de Esporte e Lazer), vamos chegar a 1.450 atendimentos por dia, e com isto poder aliviar as portas de entrada e a pressão nas unidades de pronto atendimento e prontos-socorros da Região Metropolitana”, garantiu o governador.

Suporte – O atendimento será para pessoas que buscam assistência na fase inicial da doença, com sintomas leves e moderados, como tosse, febre, ausência de paladar e olfato. Como não se trata de um espaço para serviço de urgência e emergência, vai atender somente casos de baixa e média complexidade, avaliados por uma equipe qualificada. Caso haja necessidade, os pacientes serão encaminhados para hospitais ou UPAs (Unidades de Pronto Atendimento).

Para o secretário de Estado de Saúde Pública, Rômulo Rodovalho, o Governo do Pará, por meio da Sespa, tem trabalhado incansavelmente para garantir atendimento à população paraense. “Essas são estratégias para o enfrentamento da pandemia. Neste momento foi avaliado que a Região Metropolitana precisa da ampliação no atendimento de pacientes com casos leves e moderados, e já nos adiantamos, aumentando o número de leitos para garantir atendimento a todos. Mas é importante que as pessoas se protejam, usem máscaras, álcool em gel e evitem aglomeração”, ressaltou o secretário.

Mais leitos – Além da retomada do atendimento exclusivo na Policlínica Metropolitana, o Governo do Pará está ampliando o número de leitos disponíveis para o tratamento de pacientes com a Covid-19.

“Estamos ampliando 100 leitos clínicos no Hospital de Campanha do Hangar, em Belém. Além disso, abrindo 10 leitos de UTI em Redenção (no Sul do Estado) e 30 leitos clínicos em Altamira (no Oeste). Já em Castanhal serão mais 30 leitos clínicos e 20 leitos de UTI. Seguindo para o Sudeste do Pará, em Marabá vamos abrir mais oito leitos de UTI e 16 leitos clínicos, em parceria com o Hospital Municipal, e no Hospital Regional de Marabá serão abertos mais 10 leitos de UTI e 10 leitos clínicos. No total, serão mais 234 leitos reservados para o tratamento de pacientes com o novo coronavírus, totalizando 1.270 leitos exclusivos para Covid-19”, desracou Helder Barbalho.

Governo do Pará avança nas estratégias para garantir atendimento a todos os infectados pelo novo coronavírus

Atendimento em Castanhal – O governo do Estado, por meio da Secretaria de Saúde Pública (Sespa), quer ampliar até o próximo domingo (7) o número de leitos no Hospital Regional de Castanhal, reaberto no último sábado (27) para o atendimento exclusivo de pacientes com Covid-19. Atualmente, a unidade conta com 20 leitos de UTI e 30 clínicos, e terá o incremento de mais 20 de UTI e 30 clínicos, totalizando 100 leitos.

A Sespa reitera que o Hospital Regional de Castanhal não realiza atendimentos de urgência e nem funciona no regime de “porta aberta”. Portanto, os pacientes com Covid-19 só serão atendidos no HRC se estiverem regulados pela Central Estadual de Leitos, a partir de pedidos das secretarias Municipais de Saúde.

Atendimento nas Policlínicas Itinerantes – O Núcleo de Esporte e Lazer (NEL), da Secretaria de Estado de Educação (Seduc), fica na Travessa Dom Romualdo de Seixas, nº 1215, com funcionamento das 8h30 às 17 h, de segunda a sábado; e no domingo, das 8 às 13 h. Estão previstos 250 atendimentos.

A unidade da Arena Guilherme Paraense, o “Mangueirinho”, segue com os atendimentos sem alterações de horário, das 8h30 às 17 h, de segunda a sábado. Estão previstos 300 atendimentos.

A unidade da Policlínica Itinerante, no estacionamento do Hangar, na Avenida Dr. Freitas com a Travessa Brigadeiro Protásio, funciona das 8h30 às 17 h, de segunda a sábado, e no domingo, das 8 às 13 h. Estão previstos 300 atendimentos.

Texto: Melina Marcelino/Sespa

Fotos: Alex Ribeiro/Ag. Pará

Você pode gostar...