Policlínicas Itinerantes já atenderam mais de 53 mil pacientes em todo o Pará

No período de 6 de março deste ano até o último sábado (27), a Policlínica Itinerante realizou 53.795 atendimentos médicos à população que apresenta sintomas leves e moderados da Covid-19. As unidades volantes levam serviços de saúde a diversos bairros da Grande Belém e municípios em todo o Pará, dentro do mesmo perfil da Policlínica Metropolitana, em Belém, visando descentralizar o atendimento em outras unidades do Estado.

Os dados contabilizam os atendimentos prestados nas polis itinerantes em Belém, como Mangueirinho, Hangar e Núcleo de Esporte e Lazer (NEL), ainda passando por sete bairros assistidos pelo Programa TerPaz na Grande Belém, como Icuí, Terra Firme, Jurunas, Bengui, Cabanagem e Marituba, dentro do TerSaúde, e ainda nas cidades do interior do Estado, entre elas, municípios das regiões do Baixo Amazonas, Xingu, Marajó, Nordeste e Região Metropolitana de Belém. Somente no sábado (27), foram realizados 971 atendimentos, sendo 154 no Hangar, 149 no NEL, 262 no Mangueirinho, 238 nas unidades do TerPaz e 148 em Itaituba.

De acordo com Alessandra Amaral, coordenadora da Policlínica Itinerante, as unidades volantes oportunizam os primeiros cuidados à saúde para os pacientes que apresentam quadro com sintomas leves e moderados da doença provocada pelo novo coronavírus. “Através desses serviços do TerSaúde, onde nós mudamos o perfil desde o dia 6 de março, para o perfil de Policlínica Itinerante devido à procura nos postos das outras Polis, percebemos que, com esse atendimento, também descentralizamos os serviços e podemos atender essa demanda na região metropolitana”, diz.

Quanto às Polis nos municípios mais distantes da Grande Belém que já receberam os serviços, Alessandra afirma que “a população foi contemplada e atendida”. “Podemos verificar a garantia na oferta desses atendimentos a todos que nos procuram. Frisamos que o perfil é para tratar apenas casos leves e moderados, que são tosse, coriza, perda de olfato e paladar, dor de garganta, por exemplo. Quando o paciente tiver sentindo sintomas maiores, como falta de ar, deve procurar as UPAs [Unidade de Pronto Atendimento] e prontos-socorros”, ressalta.

A coordenadora ressalta a necessidade de a população manter os cuidados na prevenção do contágio, que é o uso de máscara, higienização constante das mãos e manter o distanciamento social. “Precisamos da colaboração de todos para que juntos possamos evitar a proliferação do vírus no nosso Estado e, assim, vencermos a pandemia”, completa.

Serviço:

Postos da Policlínica Itinerante

– O Núcleo de Esporte e Lazer (NEL): segunda a sábado das 8h às 17h. Aos domingos das 8h às 13h.

– Hangar: segunda a sábado, de 8h30 às 17h.

– Mangueirão: segunda a sábado, de 8h30 às 17h.

Texto: Michelle Daniel/NGTM

Fotos: Divulgação

Você pode gostar...