Profissionais de saúde celebram alta de pacientes de Covid-19 no Abelardo Santos

Oito dias após receber novamente pacientes de Covid-19, o Hospital Regional Abelardo Santos (HRAS), em Icoaraci, registra as primeiras altas. Cinco pessoas saíram no dia 17 de março e outras duas no dia 18. As melhorias são motivo de celebração entre familiares e profissionais de saúde. No Abelardo, o Governo do Estado destinou 145 leitos desde o dia 12, dos quais 105 são clínicos e 40 de Unidade de Terapia Intensiva (UTI).

Cleiciane Segovia, supervisora de Enfermagem da Unidade, falou sobre a batalha dos pacientes pela vida. “Nós da linha de frente, sabemos que estamos em uma luta diária contra um vírus invisível, mas o que fortalece os nossos corações é que nós também temos um Deus que é invisível, mas se torna visível diante da nossa fé. Então, o paciente está num leito lutando para sobreviver e nós estamos ao lado dele. É um motivo de muita alegria quando o paciente tem alta, principalmente paciente da UTI, que está ali intubado. Quando ele sai do tubo o nosso coração transborda de alegria e vem a emoção que nós sabemos que Deus está no controle de todas as coisas”, conta Cleiciane.

De forma humanizada, a equipe promove uma celebração desse momento. “Compro balão, faço essa festa, reúno a equipe e comemoramos a alta. Para nós é uma vitória muito grande e o paciente merece toda a festa, carinho e amor dos profissionais da área da saúde”, acrescentou a supervisora.

Arlindo Gomes Soares, 59 anos, é de Belém e trabalha como empreendedor individual na área de informática. Ele passou por seis dias de tratamento na unidade. “Os profissionais de saúde de lá são excelentes, tratam os pacientes com muito carinho e dedicação, tanto médicos quanto enfermeiros e as pessoas que trabalham de um modo geral. São muito amáveis, querem nosso bem e cuidam de cada um ali com todo carinho. Eu dou graças a Deus por ter tido essa oportunidade de conhecer pessoas maravilhosas que estão se dedicando para salvar vidas”, agradeceu Arlindo.

O secretário de Estado de Saúde Pública (Sespa), Rômulo Rodovalho, comentou os resultados na reabertura. “Isso é resultado de um esforço coletivo. Reabrimos leitos para tratamento de pacientes com covid-19 no Hospital Abelardo Santos, como parte da estratégia de enfrentamento a doença no nosso Estado. E, sem dúvida, é uma alegria ver os esforços dando certo e ver as pessoas voltando para casa recuperadas”, afirmou o titular da Sespa.

Além do Abelardo Santos, também foram abertos mais 10 leitos na Fundação Santa Casa do Pará e outros 20 leitos clínicos foram transformados em UTIs no Hospital de Campanha do Hangar. Em todas as unidades, a entrada de pacientes ocorre via sistema de regulação, encaminhada pelo município. Ao todo, 1.026 leitos já foram abertos em todo o Estado desde o início de janeiro.

Reabertura – O HRAS passou pela mudança de perfil em 30 de abril de 2020 para atendimento de pacientes de Covid-19, via portas abertas. O tratamento exclusivo de paciente com o novo coronavírus no hospital funcionou até o dia 10 de julho, quando a unidade – diante da redução de casos na região – passou a transferir pacientes com Covid-19 para o Hospital de Campanha do Hangar e retomou seu perfil original de atendimento. Nesse período, o HRAS atendeu cerca de 38 mil pacientes com a doença.

Texto: Dayane Baía/Secom

Você pode gostar...