Projetos de humanização do Materno-Infantil de Barcarena são destaque em simpósio internacional

Banco de Leite Humano (BLH) do Materno-Infantil de Barcarena

O Hospital Materno-Infantil de Barcarena Dra. Anna Turan (HMIB) obteve dois trabalhos científicos aprovados para o Simpósio Internacional de Assistência ao Parto (SiapartoI), um dos mais importantes eventos dedicados ao nascimento. No evento, que ocorreu nos dias 20, 21 e 22 de novembro, a enfermeira obstetra, Patrícia Muniz, representou a unidade como participante autora.

Com os trabalhos, “Sucesso do Aleitamento Materno: Uso de metodologias para puérpera de uma maternidade do Baixo Tocantins”, e “Árvore da vida: Uso da gravura da placenta como registro do sentimento materno da vivência do parto- Relato de Experiência” a profissional apresentou, por videoaulas, as boas práticas realizadas no Materno-Infantil de Barcarena.

“Foi um momento de poder compartilhar nossas boas práticas e expertise em gestão e assistência com profissionais e especialistas do Brasil e do mundo. O evento também agregou conhecimento e enriqueceu, ainda mais, o trabalho que já desenvolvemos na assistência”, declarou Patrícia.

O Materno-Infantil de Barcarena é uma unidade do Governo do Pará, que desenvolve inúmeros projetos e boas práticas humanizadas com base em diretrizes de gestão, sustentabilidade, e qualidade nos serviços assistenciais, sociais e corporativos.

Aleitamento Materno – O Banco de Leite Humano (BLH) do Materno-Infantil de Barcarena é único na Região do Baixo Tocantins, e se tornou referência em educação sobre aleitamento materno e doação de leite humano. A equipe realiza ainda coletas de leite humano nas Unidades Básicas de Saúde, para fortalecer a rede de apoio da doação.

“Nossa base educacional em aleitamento materno envolve capacitação, sensibilização com ações internas e externas, indicadores de qualidade, ferramentas de gestão, cursos, treinamentos e projetos”, explicou Joice Vaz, diretora assistencial

Durante todo ano, a unidade elabora ações de incentivo e promoção da amamentação, com oficinas de ordenha, palestras, encontros com profissionais dos municípios, rodas de conversas, campanhas de doações e atividades extra muros que envolvem colaboradores, mães, gestantes, usuários e a população.

Árvore da Vida – O outro projeto apresentado para especialista de todo o mundo no evento foi a Árvore da Vida, que consiste em um registro da placenta de maneira ilustrativa, em uma tela ou papel. O carimbo, feito a partir da pintura com tintas guache coloridas envolto da placenta da mãe, faz alusão ao formato de uma árvore com ramificações.

O desenho é uma recordação artística, como uma forma marcante de tornar a experiência de ser mãe, ainda mais significativa, por meio de uma lembrança do parto. “Elas escolhem se querem levar a pintura para casa, e também podem deixar uma cópia para exposição no hospital”, destaca Patrícia.

Desde o início do seu funcionamento, o HMIB já realizou mais de 2.600 partos. Localizado a 114 km distante da capital Belém, a unidade atende gestantes e bebês e atua com média e alta complexidades. Em dois anos de funcionamento, já realizou mais de 125 mil atendimentos, entre consultas, internações, exames e cirurgias, sendo referência de atendimento para 11 municípios do Baixo Tocantins, com atendimento 100% gratuito por meio do Sistema único de Saúde (SUS).

Siaparto – O Siaparto é um simpósio onde profissionais da área da saúde debatem experiências, evidências científicas, trabalhos e pesquisas, por meio de apresentações de práticas diárias que percorrem o ciclo gravídico da gestação, puerpério e nascimento. Temas ligados à obstetrícia, neonatologia, amamentação, fisioterapia, psicologia, terapias, entre outros, são apresentados por meio de palestras e videoaulas. Neste ano, o evento foi realizado 100% no ambiente digital, em decorrência da pandemia do novo coronavírus.

Texto: Adrielle Sousa/HMIB

Fotos: Ascom/HMIB

Você pode gostar...