Proporcionalmente à população, Pará recebe a menor quantidade de vacinas do Ministério da Saúde

Os lotes que chegaram das duas vacinas disponíveis vão imunizar pouco mais de 2% da população paraense

O Pará, mesmo com a nona maior população do Brasil – 8.702.353 habitantes -, é o Estado que recebeu, proporcionalmente, a menor quantidade de vacinas contra a Covid-19. O Governo Federal enviou 315.840 doses de vacinas, suficientes para imunizar apenas 2,10% da população, o que coloca o Estado em último lugar no ranking nacional da vacinação.

O diretor de Vigilância em Saúde da Secretaria de Estado de Saúde Pública, Denilson Feitosa, ressalta a preocupação das autoridades paraenses diante da nova onda de Covid-19 na Região Norte, em especial no Estado do Amazonas, na divisa com o Pará. “A vacina é o único meio que temos de evitar a propagação da doença. Ela é importante principalmente pela proximidade que temos do Amazonas. Pelo que tem ocorrido lá, e a vacina sendo uma importante ferramenta para que não aconteça o mesmo aqui, é interessante, o quanto antes, vacinar o máximo da população possível”, afirma o gestor público.

Critérios de distribuição – O governador do Pará, Helder Barbalho, afirma que, apesar do compromisso assumido pelo Governo Federal, foi surpreendido pela baixa quantidade de vacinas destinadas ao Estado. Helder Barbalho enviou ofício ao ministro da Saúde, Eduardo Pazuello, solicitando informações sobre os critérios utilizados na divisão dos lotes de vacinas do Fundo Estratégico para alguns estados do Norte do País.

Ainda no ofício, o governador paraense solicita que o Estado receba uma parcela adicional de imunizantes contra a Covid-19. “A segunda onda desta pandemia, com a nova cepa do vírus, já atinge diversos municípios de nosso Estado, os quais fazem divisa com o Amazonas, inclusive já tendo sido identificada a nova variante do vírus na capital, Belém”, justifica o governador no ofício.

Os três estados que, proporcionalmente, mais receberam vacinas:

– Roraima (8,20% da população)

– Amazonas (8,16% da população)

– Mato Grosso do Sul (4,35%da população)

Os três estados que, proporcionalmente, menos receberam vacinas:

– Pará (2,10% da população)

– Santa Catarina (2,24% da população)

– Piauí (2,39% da população)

Leia também:

– Em menos de um mês, Estado transfere 129 pacientes com Covid-19 na região Oeste https://agenciapara.com.br/noticia/24960/

– Estado abre mais 24 leitos clínicos no Hospital Regional do Baixo Amazonas https://agenciapara.com.br/noticia/24955/

Texto: Leonardo Nunes/Secom

Foto: Jader Paes/Ag. Pará

Você pode gostar...