Sespa alerta para oferta de nove especialidades pediátricas no CIIR

Foto: Pedro Guerreiro (Ag. Pará)

Referência estadual na assistência de média e alta complexidade às Pessoas com Deficiência (PcD), de todas as faixas etárias, o Centro Integrado de Inclusão de Reabilitação (CIIR) também disponibiliza à população infantil um ambulatório com nove especialidades pediátricas que atendem pacientes do Sistema Único de Saúde (SUS) encaminhados pelas Unidades Básicas de Saúde de todo o Estado.

As especialidades disponíveis para crianças são Cardiologia, Urologia, Gastroenterologia, Alergologia, Endocrinologia, Dermatologia, Hematologia, Nefrologia e Reumatologia. A capacidade de atendimento do Ambulatório do CIIR gira em torno de 150 consultas ao mês, para cada especialidade.

A diretora executiva do Centro, Paola Reyes. Foto: Divulgação (Ascom/CIIR)

Segundo a diretora executiva do Centro, Paola Reyes, é importante que profissionais de saúde dos municípios estejam atentos para o correto encaminhamento desses pacientes ao CIIR, a fim de que possam usufruir desse serviço, que é ofertado também para crianças sem deficiência. “É um serviço de  excelência tal quanto os demais disponibilizados pelo Centro e que precisa ser melhor aproveitado pelos usuários do SUS”, afirma.

Sobre as especialidades ofertadas, importante observar que a cardiologia pediátrica é indicada para crianças que apresentam cansaço, desmaios e lábios, dedos e unhas arroxeadas ou azuladas – além de sons indevidos no coração que podem ser percebidos pelo pediatra no exame físico.

Em relação à urologia pediátrica, a especialidade cuida dos sistemas urinários de bebês, crianças e adolescentes, englobando áreas como rins – que também são abordados pela nefrologia -, ureteres e bexiga. Para a gastroenterologia pediátrica estão indicadas crianças que apresentarem problemas relacionados ao aleitamento materno, refluxo, alergias alimentares, seletividade alimentar, cólica, dores abdominais e diarreia.

Alergologia pediátrica é apropriada para investigação de diagnósticos de alergias relacionadas à asma, bronquite, rinite, sinusite alérgica, dermatite de contato e demais alergias a medicamentos, cosméticos, metais, a pelos e salivas de animais, a picada de insetos, a mofo e/ou pó e à proteína do leite de vaca (APLV).

Foto: Ricardo Amanajás / Ag Pará

Para o ambulatório de Endocrinologia são indicadas crianças que apresentam diversos níveis de problemas no crescimento e no peso, bem como que as possuem alterações nos níveis de glicemia, colesterol e triglicerídeos, além de alterações no teste do pezinho sugestivas de hipotireoidismo congênito ou de hiperplasia adrenal congênita. Por sua vez, as doenças do cabelo, pele e unhas podem ser encaminhadas para o ambulatório de Dermatologia.

Indicadas para Hematologia são crianças com doenças do sangue como anemia, baixa de leucócitos ou muito acima, baixa de plaquetas ou muito acima, hematomas. Alterações na urina, dor ao urinar, edema inexplicado e pais e irmãos com doenças renais já diagnosticadas poderão ser indicados para a Nefrologia.

Para a Reumatologia poderão ser encaminhadas crianças com perda de função no aparelho ósteo-articular; dor ou edema articular sem causa aparente e se apresentarem alteração de testes laboratoriais reumatológicos, nos fatores antinúcleo e reumatoide, com ou sem causa aparente, além de suspeita de doença autoimune.

Os usuários podem ter acesso aos serviços por meio de encaminhamento das Unidades de Saúde, via Central de Regulação de cada município, que por sua vez encaminhará à regulação Estadual, onde o pedido será analisado conforme o perfil do paciente, através do Sistema de Regulação – SISREG.

É importante ressaltar que não há atendimento espontâneo ou qualquer tipo de inscrição ou cadastramento no CIIR.

Serviço: 
O CIIR funciona na rodovia Arthur Bernardes, nº 1.000. Mais informações: (91) 4042-2157/58/59.

Você pode gostar...