Sespa prorroga campanha de vacinação contra a gripe até 17 de julho

Crianças de seis meses a menores de seis anos devem ser vacinadas (Foto: Nailana Thiely/Uepa)

A Secretaria de Estado de Saúde Pública (Sespa) informa que prorrogou até o dia 17 de julho a Campanha Nacional de Vacinação contra a Gripe no Pará.

O objetivo é reduzir o adoecimento, as complicações e a mortalidade causados pela gripe com a vacina que protege contra três vírus respiratórios: Influenza A/H1N1, Influenza A/H3N2 e Influenza B.

A prorrogação se refere à terceira etapa da campanha, portanto, continua para as crianças de seis meses a menores de 6 anos, gestantes, puérperas, e pessoas de 55 a 59 anos. No entanto, qualquer pessoa dos grupos prioritários que não se vacinou nas etapas anteriores ainda pode tomar a vacina.

A decisão de prorrogar a campanha contra a gripe no Pará foi da Sespa levando em consideração a importância de garantir a meta populacional protegida contra a gripe em todos os grupos prioritários, a baixíssima cobertura vacinal nas crianças de seis meses a cinco anos, além do fato de as equipes de vacinação dos municípios estarem retornando efetivamente às salas de vacinação, uma vez que muitos profissionais haviam sido acometidos pela Covid-19.

Segundo a coordenadora estadual de Imunizações da Sespa, Jaíra Ataíde, no Pará, já foram vacinadas 1.279.733 (67%) do total de 1.911.628 pessoas que compõem os grupos prioritários, sendo que a meta é vacinar pelo menos 90% desse total.

De acordo com o Vacinômetro do Ministério da Saúde, a Campanha de Vacinação contra a Gripe está com as seguintes coberturas vacinais: crianças (41,17%), gestantes (49,90%), puérperas (62,62%), indígenas (58,67%) e pessoas de 55 a 59 anos (52,38%). A meta de idosos vacinados foi superada com cobertura de 114,46% e a meta de trabalhadores de saúde também foi superada com cobertura de 107,32%.

Para alcançar as metas das campanhas de vacinação, a Sespa está orientando os municípios a adotarem estratégias diferenciadas para buscar a população alvo da campanha e o estado alcançar a meta mínima de 90% de cobertura vacinal.

Saiba mais – A gripe é uma infecção viral comum que pode ser fatal, especialmente em grupos de alto risco. A doença ataca os pulmões, o nariz e a garganta. Crianças pequenas, idosos, gestantes e pessoas com doenças crônicas ou imunidade baixa correm alto risco. Os sintomas incluem febre, calafrios, dores musculares, tosse, congestão, coriza, dores de cabeça e fadiga.

Serviço: A vacina está disponível nas Unidades de Saúde de acordo com horário local. É importante levar a caderneta de vacinação.

Texto. Roberta Vilanova/Sespa

Você pode gostar...