Sespa realiza ações pelo mês da consciência negra

Em alusão ao Dia Nacional de Consciência Negra, comemorado em 20 de novembro, a Secretaria de Estado de Saúde Pública (Sespa) tem realizado em Belém atividades em parceria com o Centro de Estudos e Defesa do Negro do Pará (Cedenpa).

A primeira foi uma ação de saúde na sede do Centro, ocorrida no sábado, 21, direcionada à população do bairro Cremação. Ao todo foram realizados 70 atendimentos médicos, 14 aplicações de vacina contra a influenza, 140 testes rápidos para Hepatite A, B e C, Sífilis e HIV e entrega de 200 kits contendo máscaras e álcool gel.

Além disso, a Sespa doou pro Cedenpa mais 1.000 máscaras descartáveis em TNT e 15 caixas de álcool 70. O evento também contou com o Balcão de Direitos da Defensoria Pública do Estado, com regularização e segunda via de CPF, segunda via de certidão de nascimento e de óbito e orientação jurídica.

Para a coordenadora estadual de Saúde Indígena e Populações Tradicionais, Tatiany Peralta, o Dia Nacional de Consciência Negra existe não só para lembrar de um passado de resistência dos povos negros, mas para refletir sobre suas lutas, vidas e culturas na sociedade contemporânea. Nesse sentido, a Sespa prossegue com a programação alusiva ao assunto, com ênfase nas políticas públicas de inclusão,  de desenvolvimento e justiça para a população afro-brasileira.

Nesta quinta-feira, 26, das 16 às 18 horas, haverá o webinário “Saúde da População Negra e Enfrentamento ao Racismo”, que será transmitido via Google Meet. O evento será aberto ao público em geral que deverá acessar por meio de link específico.

A primeira mesa do webinário abordará o tema “Saúde Mental da População Negra”, com a psicóloga Flávia Câmara, que é mestre em Psicologia, doutoranda em Psicologia da UFPA e militante do Cedenpa; e da Rede de Mulheres Negras de Belém.

A segunda mesa trará como tema “Racismo Institucional”, com a advogada Darlah Mariana, militante do Coletivo Sapato Preto, Cedenpa e Coalização Negra por Direitos.

Por fim, a terceira mesa debaterá o tema “Saúde da População Quilombola no Estado do Pará”, com a participação da Coordenação Estadual das Comunidades Remanescentes de Quilombos do Pará (Malungu), representada pelo administrador e consultor de projetos da Malungu Magno Nascimento, que é mestre em Sustentabilidade junto a Povos e Territórios Tradicionais.

No dia 11 de dezembro, a equipe técnica da Coordenação Estadual de Saúde Indígena e Populações Tradicionais fará uma ação de saúde na comunidade quilombola do Abacatal, em Ananindeua.

Serviço: Para participar do webinário “Saúde da População Negra e Enfrentamento ao Racismo”, basta o interessado acessar o link ou abrir o Meet e digitar o código hbp-hcec-pqf.

Fotos de Ana Carolina da Mata/Divulgação.

 

Você pode gostar...