Sinais de Alerta para o Autismo

nimble_asset_m1
nimble_asset_m3
nimble_asset_m4
nimble_asset_m5

Quais são os sinais do TEA?

  • Pode não responder quando chamado;
  • Pode não estabelecer/manter contato visual;
  • Dificuldades na socialização;
  • Dificuldades em entender regras sociais;
  • Pode apresentar atrasos significativos na linguagem ou comunicação;
  • Apresentar repertórios de atividades restritas e repetitivas;
  • Podem apresentar estereotipias (ação repetitiva ou ritualística, proveniente do movimento, postura ou fala);
  • Comportamento hipoativo (demonstrar passividade incomum) ou hiperativo (demonstrar agitações excessivas);
  • Brincar disfuncional (utiliza os brinquedos sem a função primária). Ex: gosta de girar e ficar olhando as rodas dos carrinhos;
  • Interesses por rotinas rígidas e inflexíveis;
  • Pode apresentar dificuldades ou disfunções de processamento sensorial (funcionamento não adequado da informação sensorial ao sistema nervoso). Ex: não gostam de tocar em uma determinada textura, medo de altura, busca excessiva por movimentos, sensibilidade a sons, luzes, etc.

 

Potencialidades da pessoa com Autismo

A Lei Berenice Piana (Lei 12.764/2012) define a pessoa com Autismo como Pessoa com Deficiência. Assim, para as pessoas com Autismo também é aplicada a Lei Brasileira de Inclusão (Lei 13.145/2015). Esta Lei prevê:

Art. 14. O processo de habilitação e de reabilitação é um direito da pessoa com deficiência. Parágrafo único. O processo de habilitação e de reabilitação tem por objetivo o desenvolvimento de potencialidades, talentos, habilidades e aptidões físicas, cognitivas, sensoriais, psicossociais, atitudinais, profissionais e artísticas que contribuam para a conquista da autonomia da pessoa com deficiência e de sua participação social em igualdade de condições e oportunidades com as demais pessoas.

Este processo levará em consideração algumas diretrizes como diagnóstico e intervenção precoce, avaliação multidisciplinar baseada nas necessidades, habilidades e potencialidades da pessoa e a rede de suporte ou e assistência.
As pessoas com autismo apresentam uma variedade de dificuldades, mas, também, podem apresentar habilidades importantes a serem investigadas, estimuladas e aplicadas em contextos de trabalho, lazer, esportes, artes, e outras atividades humanas, estas incluem (entre outras):

  • ATENÇÃO AOS DETALHES
  • ABORDAGEM METÓDICA
  • HIPERFOCO
  • TENACIDADE E RESILIÊNCIA
  • HABILIDADES VISUAIS COMPLEXAS
  • ABSORVER E RETER FATOS
  • COMPROMETIMENTO A HORÁRIOS E PRAZOS
  • NOVAS ABORDAGENS
  • INTEGRIDADE
  • CRIATIVIDADE
  • ASSERTIVIDADE