Congresso reunirá especialistas para discutir o transtorno do espectro autista

Profissionais, pesquisadores, estudantes, pais e familiares de pessoas com autismo interessados em ampliar os seus conhecimentos sobre o Transtorno do Espectro Autista (TEA) terão a oportunidade de participar de uma troca de experiências no “Pará ConTEA: I Congresso sobre Transtorno do Espectro Autista”, que acontecerá de forma virtual nesta sexta-feira e sábado, 23 e 24, com transmissão ao vivo pelo YouTube do governo do Pará.

Alusivo ao mês de conscientização sobre o TEA, o congresso será conduzido pela Coordenação Estadual das Políticas para o Autismo (Cepa), da Secretaria de Estado de Saúde Pública (Sespa), e (CIIR), do governo do Pará. A atividade tem o objetivo disseminar o conhecimento sobre o autismo, com base nas práticas com evidências científicas, além de favorecer o intercâmbio científico em diferentes áreas, como saúde, educação, trabalho, assistência social e direitos.

De caráter virtual e gratuito, o evento contará com participação de especialistas no assunto. Segundo a coordenadora estadual das Políticas para o Autismo, Nayara Barbalho, o congresso favorecerá a troca de conhecimentos sobre as políticas públicas, peculiaridades, desafios, as oportunidades de convivência e os direitos da pessoa com Transtorno do Espectro Autista (TEA).

Na abertura do congresso, que acontecerá na sexta-feira, às 17h50, Nayara abordará questões sobre a nova Política Estadual de Proteção dos Direitos da Pessoa com Autismo, como também sobre a rede de atendimento, além de destacar uma série de providências já tomadas pelo governo do Estado em pouco mais de um ano, por meio de ações inclusivas que integram a Política Estadual de Proteção dos Direitos da Pessoa com Transtorno do Espectro Autista (Peptea), instituída pela Lei nº 9.6061, sancionada em maio de 2020, pelo governador Helder Barbalho.

 

Confira a programação:

 

Sexta-feira (23 de abril)

17h50: Apresentação do evento com a advogada Nayara Barbalho, especialista em Autismo, membro da comissão especial do Autismo do Conselho Federal da Ordem dos Advogados do Brasil (CFOAB) e coordenadora de Políticas Públicas para o Autismo do Estado do Pará.

18:00 às 19:00 – “Intervenções baseadas em evidências científicas para o TEA no SUS” – Flávia Neves, psicóloga e doutoranda em análise de comportamento aplicada ao autismo/ Mediadora: Andréa Farias, psicóloga, doutora e mestra em teoria e pesquisa do comportamento pelo Programa de Teoria e Pesquisa do Comportamento da Universidade Federal do Pará (PPGTPC/UFPA).

19:00 às 20:00 – “Mitos x verdades sobre o Autismo” –  Paulo Liberalesso, neuropediatra,  mestre em Neurociência e doutor em Distúrbios da Comunicação/  Mediadora: Joelma Paschoal, médica pediatra, mestre e doutora em Neuropediatria.

20:00 às 21:00 – “Mesa redonda: Aspectos clínicos do Transtorno do Espectro Autista” –  Carlos Gadia, médico neuropediatra, especialista em autismo, e Amira Figueiras, doutora em pediatria/ Mediadora:  Helena Feio, neuropediatra.

 

Sábado (24 de abril)

Tema: Educação e Direitos, Assistência Social e Famílias

 

Manhã: Tema “Educação”

9:00 às 10:00 – “Práticas baseadas em evidências científicas na educação” –Lucelmo Lacerda, doutor em Educação/ Mediador:  Felipe Linhares, coordenador da Educação Especial da Secretaria de Estado de Educação (Seduc).

10:00 às 11:00 – “Educação ao longo da vida: do ensino superior, técnico e profissionalizante” – Marcelo Pires, Sócio Fundador da Consolidar Diversidade nos Negócios, e Rosana Ponomavenco, mestre do Programa de Pós-graduação em Distúrbios do Desenvolvimento da Universidade Presbiteriana Mackenzie e pós-graduanda em Análise do Comportamento Aplicada ao TEA e Atraso do Desenvolvimento Atípico do Paradigma Centro de Ciências e Tecnologia do Comportamento/ Mediadora:  Leda Magno, gerente da Agência Metropolitana do Sebrae no Pará.

11:00 às 12:00 – “Direitos da Pessoa com Autismo” – Robson Menezes, vice-presidente da Comissão de Defesa dos Direitos dos Autistas do Conselho Federal da Ordem dos Advogados do Brasil (CFOAB)/ Mediadora: Flávia Marçal, professora da Universidade Federal Rural da Amazônia (UFRA) e integrante do projeto TEA/UFRA.

 

Tarde: 

Tema: “Direitos, Assistência e Famílias”

13:00 às 14:00 – “A importância do ativismo para as conquistas das pessoas com Autismo” – Fátima de Kwant, mãe de autista e especialista em Autismo & Desenvolvimento/ Mediadora: Nayara Barbalho, coordenadora estadual de Políticas para o Autismo.

14:00 às 15:00 – “Ensino de famílias para o processo de cuidado ao Transtorno do Espectro Autista” – Romariz Barros, psicólogo e analista do comportamento/ Mediadora: Katarina Kataoka, psicóloga, mestre em Psicologia Experimental e doutora em Análise do Comportamento Aplicada ao Autismo.

15:00 às 16:00 – “Auxílios assistenciais para a Pessoa com Autismo” – Renata Tibyriçá, defensora pública do Estado de São Paulo/ Mediadora: Verena Arruda, diretora de Cidadania e Direitos Humanos da Secretaria de Estado de Justiça e Direitos Humanos (Sejudh).

16:00 às 16:45 – “Política Estadual de Proteção aos Direitos da Pessoa com Autismo – PEPTEA” – Nayara Barbalho, coordenadora estadual de Políticas para o Autismo/ Mediadora: Paloma Mendes, terapeuta ocupacional e assessora de Políticas para o Autismo da Sespa.

16:45 às 17:15 – “A importância de estimular e valorizar as potencialidades da pessoa com Autismo” – James Thiago/ Mediadora: Katia Faro, doutoranda do Programa de Pós-graduação em Psicologia da Universidade Federal do Rio Grande do Sul e mestra em Teoria e Pesquisa do Comportamento pela Universidade Federal do Pará.

17:15 às 17:45 – “O protagonismo da pessoa com Autismo no processo de planejamento de Políticas Públicas” – Renan Fonseca, autista e estudante de Direito/ Mediador: Letícia Câmara, fonoaudióloga do Núcleo de Atendimento Transtorno do Espectro Autista (Natea), do Centro Integrado de Inclusão e Reabilitação (CIIR).

17:45 às 18 horas: Encerramento.

 

 

Serviço

As inscrições gratuitas podem ser feitas pelo link (https://www.sympla.com.br/para-contea-i-congresso-paraense-sobre-transtorno-do-espectro-autista__1112713).

A transmissão ao vivo será feita pelo link: www.youtube.com/governopara.

 

Você pode gostar...