Estado entrega carga com 1.800 m³ de oxigênio para Santarém

Nas primeiras horas desta terça-feira (26), chegou ao Aeroporto Internacional de Santarém, Maestro Wilson Fonseca, um total de 200 cilindros com 10 metros cúbicos (m³) de oxigênio medicinal comprimido em cada unidade. O carregamento foi a entrega da primeira parte de uma encomenda de 500 cilindros feita pelo Governo do Pará para abastecer as unidades de saúde de toda Região Oeste do Estado.

O restante do pedido será entregue até a próxima sexta-feira (29). A operação logística realizada no Aeroporto de Santarém contou com um efetivo de aproximadamente 20 homens, entre militares do Corpo de Bombeiros Militar do Pará (CBM), Polícia Militar (PMPA),  Exército Brasileiro e funcionários da Infraero. O desembarque e transporte até o depósito para distribuição durou cerca de duas horas. Após catalogado e periciado, os cilindros de oxigênio serão distribuídos para os municípios da região.

O secretário Regional de Governo do Oeste do Pará, Henderson Pinto, informou que a distribuição será realizadas em três lanchas fornecidas pela mineradora Alcoa Juruti, com as entregas sendo realizadas ainda nesta terça (26). “É um papel fundamental do Governo do Pará que, neste momento, está ajudando os municípios a completarem o estoque e garantirem que não falte oxigênio”, afirmou.

Reforço – Na última terça-feira (19), o governo do Estado encaminhou caminhões contendo um total de 159 cilindros de oxigênio para Santarém. Os cilindros foram distribuídos para as cidades de Oriximiná (79), Terra Santa (30), Faro (20) e Juruti (30), em caráter preventivo. Atualmente, o Pará possui uma capacidade de produção de oxigênio superior a 58 mil m³ diários, o que atende a totalidade das demandas das 144 cidades.

Texto: Leonardo Nunes/Secom

Foto: Alex Ribeiro/Ag. Pará

Você pode gostar...